Record

Benfica-V. Setúbal, 4-0: Poder de fogo da águia fez do Vitória um doce

CRÓNICA

A ousadia dos sadinos, que actuaram com quatro homens de ataque, não teve tradução em campo. O Benfica esteve inspirado
Benfica-V. Setúbal, 4-0: Poder de fogo da águia fez do Vitória um doce • Foto: Miguel Barreira
O jogo de ontem na Luz confirmou em absoluto que é muito mais fácil para o Benfica defrontar uma equipa ousada e até ambiciosa do que apanhar pela frente um daqueles conjuntos que optam por marcações cerradíssimas e colocam o "autocarro" junto da sua área. Assim se ajuda a explicar a goleada aplicada ao Vitória de Setúbal, um dos outros líderes então em "exercício", que sucumbiu por completo ao poder de fogo das águias.

Trapattoni deu claras indicações do que pretendia, ao colocar em campo, pela primeira vez a titulares, Nuno Gomes e Karadas. Quis o destino que o internacional português cumprisse somente vinte e dois minutos em campo, altura em que saiu lesionado após entrada dura e à margem das leis do guarda-redes Marco Tábuas. Mas Sokota foi um suplente mais do que à altura e formou com o norueguês uma dupla terrível. Acresce que Simão e Geovanni estiveram em "dia sim" e o regresso de Petit à competição não podia ser mais profícuo.

José Couceiro entrou destemido na Luz, com quatro (!) elementos de ataque: Zé Rui, Jorginho, Meyong e Igor. A equipa desdobrava-se entre o 4x3x3, quando não tinha a bola, e o 4x2x4, quando avançava. Igor surgia nas costas de Meyong e recuava para se ocupar de Petit em funções no meio-campo, procurando nessa zona do terreno dar supremacia ao Vitória. As boas intenções dos sadinos não duraram mais de um quarto de hora.

Ameaças

O Benfica respondeu de peito feito nessa luta do "miolo", muito pela acção destemida de Petit e Manuel Fernandes e pela ajuda de Geovanni, que volta e meia deixava a lateral para engrossar o centro do relvado. Os encarnados, ao contrário dos sadinos, nunca perderam muito tempo no transporte da bola.

As solicitações para os avançados intensificavam-se e as ameaças também: primeiro foi Karadas e depois Nuno Gomes a criarem perigo na antecâmara do golo, obtido pelo norueguês na sequência de um pontapé de canto.

Esperava-se mais do Vitória, que em toda a primeira parte só por duas vezes rematou à baliza de Moreira. O bom toque de bola de Jorginho e o improviso de Zé Rui nunca fizeram mossa e a bitola exibicional não passou da mediania. Também por "culpa" das águias, acrescente-se.

O 2-0 apareceu cedo, após o intervalo, num dos diversos lances bem construídos pelos homens mais adiantados da Luz, todos eles em noite de inspiração. E se Couceiro reagiu de imediato (antes já trocara o posicionamento de Jorginho com Igor e até com Zé Rui), com a entrada de Bruno Moraes e Pedro Oliveira, a verdade é que o Benfica não enveredou pela poupança de energia, continuando decidido nas trocas de bola e tirando partido da existência de mais espaço no meio-campo dos setubalenses.

Goleada

Os golos finais levaram o resultado para a goleada, o que para a maioria dos adeptos seria de todo imprevisível face aos antecedentes: um Vitória seguro e a produzir bom futebol; e um Benfica que vinha de dois jogos sem ganhar - empate em Barcelos e derrota em Estugarda -, logo com o estado anímico susceptível de quebrar à primeira contrariedade. Mas, por mérito dos jogadores, foi tudo como num conto de fadas. Uma vitória que recoloca os encarnados na liderança da SuperLiga.

O V. Setúbal caiu de pé e logrou levar, inclusive, o jogo para junto da baliza de Moreira nos minutos derradeiros. Vários remates e pronto.

Árbitro

PAULO COSTA (2). Manchou a actuação ao julgar de modo leviano o lance que ditou a saída de Nuno Gomes. A entrada de Marco Tábuas é à margem das leis e, embora o avançado certamente não chegasse ao esférico, ficou uma grande penalidade por marcar. E um cartão por mostrar. A tal história da falta que seria sempre sancionada se ocorresse noutra zona do terreno...

Miguel na bancada

Miguel ainda não está totalmente recuperado da lesão muscular que o tem afligido nos últimos tempos e, apesar de ter sido convocado por Trapattoni, foi preterido no último momento, pelo que assistiu ao jogo na bancada. Na véspera, recorde-se, o técnico italiano admitira a hipótese de poder utilizá-lo neste desafio.

Zé Rui jogou porque Setúbal paga mais

Zé Rui, extremo-esquerdo emprestado pelo Benfica ao Vitória de Setúbal, foi ontem titular no conjunto sadino. O atacante jogou contra os encarnados, porque o emblema do Bonfim paga mais de metade do seu ordenado. Zé Rui estava em Alverca, na época passada, e foi um de vários jovens contratados pela águia.

Manuel Fernandes perdeu um dente

Manuel Fernandes nunca vira a cara à luta e disputa cada posse de bola com enorme vigor. Uma característica que lhe custou um dente no jogo de ontem. Aos 69 minutos, envolveu-se com Hugo Alcântara que, sem querer, o atingiu na face, saltando-lhe de imediato um dente para o relvado. Ossos do ofício...

Álvaro e Sokota em acesa discussão

Álvaro Magalhães e Sokota desentenderam-se antes de o croata entrar para render Nuno Gomes. Tudo porque o técnico adjunto pretendia que o avançado entrasse de imediato, enquanto este quis aquecer antes. "Tive de lhe chamar a atenção para entrar, porque estávamos com 10 e o aquecimento tinha de ser feito dentro de campo", explicou o técnico.

Torniquetes atrasam entrada do público

Sensivelmente uma hora antes do início do desafio, o Estádio da Luz encontrava-se deserto, não por falta de interesse dos adeptos no espectáculo, mas sim devido a uma avaria no computador central que controla os torniquetes. O problema acabou por ser resolvido e as pessoas, que se aglomeravam no exterior, acabaram por entrar.

Sadinos e a águia "vitória"

Os milhares de adeptos sadinos que se deslocaram, ontem à noite, ao Estádio da Luz, exibiram várias faixas de apoio ao V. Setúbal. Uma das mais originais era alusiva ao nome da mascote do Benfica. "Até a vossa águia é Vitória", dizia a faixa mostrada pelo VIII Exército aquando do habitual voo da ave.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de V. Setúbal

Notícias

Notícias Mais Vistas

M