César de saída volta ao Brasil

Central é esperado já amanhã em Caxias do Sul para assinar até ao final do ano pelo Juventude

• Foto: Vítor Chi

Apesar de ainda não estar oficializada a saída do defesa brasileiro César do V. Setúbal, o jogador – que estava cedido pelo Benfica ao emblema sadino até final da temporada – vai regressar nos próximos dias ao seu país de origem para representar o Juventude de Caxias (Série B). Com apenas 406 minutos contabilizados esta época (361 no campeonato e 45 na Taça CTT), o central, de 25 anos, é esperado já amanhã em Caxias do Sul para assinar um contrato válido até ao final do ano. A transferência, também por cedência do Benfica, foi dada ontem como fechada pela Rádio Caxias.

O treinador dos sadinos, José Couceiro, que tem utilizado o brasileiro de forma regular nos últimos jogos – alinhou, aliás, os 90 minutos nas últimas quatro jornadas da Liga NOS – já afirmou publicamente que gostaria de contar com o defesa por mais tempo. "É possível que o César saia? É. Eu queria que o César fizesse a época toda? Queria. Não há dispensa nenhuma do César", sublinhou, de forma perentória, antes do duelo de segunda-feira, em Tondela.

Com contrato com o Benfica válido até 2019, a vontade do técnico – que admitiu que um eventual negócio pode ser "interessante para quem detém o seu passe ou para o próprio jogador" – não impediu a saída de César, jogador contratado pelos encarnados ao Ponte Preta, em 2014, e que nunca se conseguiu impor na Luz (foi cedido ao Flamengo e Nacional antes de rumar ao Bonfim).

Saída acautelada

O regresso de César ao futebol brasileiro foi compensado por antecipação pelo V. Setúbal. Isto porque o clube sadino contratou o central Yohan Tavares, de 29 anos, ex-Bangkok United (Tailândia), que chegou ao Bonfim a custo zero.

Por Ricardo Lopes Pereira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de V. Setúbal

Notícias

Notícias Mais Vistas