Fernando Oliveira e a saída de Geraldes e Gauld: «Foi uma infelicidade do Sporting»

Dirigente recorda João Mário que regressou para ser vendido... por valor recorde

• Foto: Vítor Chi

O último mercado de transferências ficou marcado pelo regresso de André Geraldes e Ryan Gauld a Alvalade, situação que gerou tensão entre o V. Setúbal e o Sporting. Segundo Fernando Oliveira, presidente dos sadinos, a 'garantia' que havia sido dada pelos verde e brancos em relação aos dois jogadores que estavam emprestados ao clube tinha sido outra.

"Foi uma infelicidade do Sporting. Aceito que os dirigentes tenham dias bons e dias maus. No dia do jogo, um vice-presidente que lanchou comigo prometeu que os jogadores continuavam. Fizeram mal, porque demos provas de que os jogadores beneficiavam em estar aqui. O João Mário esteve uma época e regressou para ser vendido por um valor recorde para o Inter Milão. Quando o fui buscar, ele nem sempre jogava na equipa B. Alguns dos entendidos até diziam que ele era um jogador com pouca intensidade. Não nos preocupámos e o jogador evoluiu. Não entendemos o desejo de tirarem os jogadores daqui para os emprestarem ao Chaves uma equipa que tem os mesmos objetivos. É um atrevimento e uma falta de respeito", afirmou o dirigente em entrevista ao "Correio da Manhã".

E prosseguiu, sublinhando que "é sempre possível" retomar as relações com o Sporting. "O que pedimos foi que fosse feito um comunicado conjunto com cada equipa a assumir as suas responsabilidades e colocávamos uma pedra sobre o assunto. O Sporting não quis".

Por Sofia Lobato
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Setúbal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0