Jhonder Cádiz bisa até nos prémios

Venezuelano espera conquistar muitos mais troféus nos próximos desafios na carreira

• Foto: Rui Minderico

Jhonder Cádiz recebeu dois prémios individuais do jornal ‘O Setubalense’: melhor jogador e marcador. Sem nunca mencionar o Benfica, clube com o qual já assinou contrato válido para as próximas cinco épocas, o atacante manifestou o desejo de vencer mais troféus no futuro: "Só espero que estes sejam os primeiros de muitos prémios na minha carreira, fruto do meu trabalho e dos meus companheiros."

Em jeito de despedida, antes de viajar hoje para os Estados Unidos da América para se juntar à seleção venezuelana, que prepara a participação na Copa América, o atacante mostrou-se grato. "O V. Setúbal é a equipa na qual melhor me senti, tanto a nível futebolístico como profissional. Adoro esta cidade e vou estar sempre agradecido a este clube", destacou o avançado.

Cádiz, de 23 anos, confidenciou que se viveram no Bonfim momentos complicados. "Esta foi uma época de homens, difícil. Tivemos muitos altos e baixos", disse o autor de 10 golos em 2018/19.

Para a equipa superar os obstáculos, o venezuelano fez questão de destacar o papel de alguns dos colegas de equipa, dois deles também distinguidos: Vasco Fernandes (prémio fair play) e Nuno Pinto (prémio especial). "Tivemos sempre um líder, o Vasco Fernandes, que nos empurrou para a frente e nunca nos deixou cair. Com outros colegas mais experientes como o Semedo e o Nuno Pinto, ajudou os mais jovens a seguir em frente e a nunca baixar a cabeça", disse.

Por Ricardo Lopes Pereira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de V. Setúbal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.