Record

Rui Águas: «A única preocupação do V. Setúbal é vencer a U. Leiria»

TÉCNICO DOS SADINOS CENTRA AS ATENÇÕES NUM SÓ JOGO

RUI ÁGUAS, treinador do Vitória Setúbal, garante, à semelhança do que o presidente Jorge Goes já afirmara, que a sua equipa só está preocupada em vencer o jogo frente à União de Leiria, pois desta forma tem fortes possibilidades de se manter na I Liga, apesar de tal resultado não garantir automaticamente a permanência.

”Como é evidente, estamos unicamente preocupados connosco. No domingo vamos entrar em campo com um único sentimento, que é o de vencer a União de Leiria. Se conseguirmos, como desejamos, resta-nos então esperar pelos resultados do Farense e Salgueiros, para sabermos se continuamos, ou não, na primeira divisão.”

A eventual descida do Vitória de Setúbal é uma situação que os sadinos nem sequer querem equacionar. Rui Águas recorda que assumiu o comando técnico da equipa no jogo em Leiria, onde arrecadou um precioso ponto, depois de um empate a zero. O técnico dos sadinos garante que a partida de domingo será uma autentica final e revela grande convicção na obtenção dos três pontos:

”O Vitória vai vencer a partida e acabar a época com toda a dignidade para se manter na I Liga.”

Em relação ao facto de cinco jogos da última jornada serem atrasados de modo a poderem ser televisionados aqueles em que se joga o título, entre os quais se inclui o Salgueiros-Sporting, partida cujo desfecho tem particular interesse para a formação do Bonfim, Rui Águas revela a sua total discordância em relação à alteração do horário dos jogos.

”Não me agrada a ideia de ser autorizado o atraso no início dos jogos relativos aos clubes nossos concorrentes pela permanência”, afirmou, horas antes de ser conhecido o veredicto, que adiou o Salgueiros–Sporting, Gil Vicente–FC Porto, Vitória de Setúbal–União de Leiria, Rio Ave–Alverca e Farense–Belenenses, para as 19 horas de domingo.

O treinador do Vitória justifica a sua posição com base nos regulamentos da Liga de Clubes. ”Como está estipulado pela Liga, o começo dos jogos não deve sofrer alterações, porque como é do domínio público, tudo se decide na última jornada”, sustenta.

O treinador do V. Setúbal revelou ainda o seu desacordo pelo facto da situação poder influenciar o rendimento e o estado psicológico dos atletas dos clube envolvidos na luta pela manutenção.

”Arrastar essa decisão até à última hora não é benéfico para ninguém. Pessoalmente não concordo, mas se a Liga autorizar, então só nos resta aceitar se todos estiveram de acordo, e isto, porque nesta matéria a decisão dos clube deverá ser unânime.”

Pouco tempo depois de Rui Águas ter proferido estas palavras, o presidente do Vitória de Setúbal, Jorge Goes, aceitou, juntamente com os dirigentes dos outros nove clubes envolvidos, as ”regras” do ”novo jogo”, o qual vai permitir, a título de excepção, uma jornada verdadeiramente inédita.

MANUEL VARELA

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de V. Setúbal

Notícias

Notícias Mais Vistas

M