Serviços mínimos valem triunfo ao Benfica

Águias bateram o Belenenses SAD por 1-0

• Foto: FPF

Uma vitória de serviços mínimos. Assim se pode descrever o triunfo do Benfica frente ao Belenenses SAD. É que as águias pecaram na eficácia e só marcaram de penálti.

O único golo do encontro surgiu ao minuto 26, por intermédio de Luís Semedo, que converteu o penálti sofrido por Diogo Nascimento e bateu João Monteiro. O ponta-de-lança até poderia ter apontado o segundo da conta pessoal cerca de cinco minutos depois, mas acertou em cheio na trave da baliza com um cabeceamento praticamente dentro da pequena área, num falhanço representativo do que se passou ao longo da partida. Se as águias ditaram o ritmo na primeira meia-hora, período em que chegaram à vantagem, os azuis, ainda que timidamente, foram tentando responder com iniciativas individuais, mas sem sucesso.

O filme foi completamente diferente na segunda metade. O jogo ficou mais ‘partido’ e a equipa da casa, sob o olhar atento de Petit, correu atrás do prejuízo e apenas uma defesa estrondosa do guardião André Gomes evitou o empate aos 68’. As águias jogaram na expectativa e assistiu-se nos minutos finais a um ‘pressing’ do conjunto treinado por José Pratas, mas faltou critério na tomada de decisões.

O jogo terminou com (mais uma) perdida clamorosa por parte do Benfica. Na sequência de um contra-ataque, David Barrero errou o alvo quando já só tinha o guarda-redes adversário pela frente, num lance que espelhou bem a ineficácia benfiquista e que manteve o resultado inalterado.

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Liga Revelação

Notícias

Notícias Mais Vistas