Dia de bater o ídolo

António Barbosa é admirador confesso de Jorge Jesus, mas hoje não há amigos...

• Foto: MoveNotícias

Treinador das camadas jovens, coordenador da formação, preparador físico e... treinador principal. António Barbosa tem apenas 35 anos, mas há já 15 que faz trabalho de campo. Com dedicação à sua grande paixão, subiu degraus, aceitou desafios, estabeleceu objetivos e hoje chega a um grande palco. Curiosamente, terá pela frente um dos seus ídolos. "Conheci-o há dois meses e fiquei com uma ideia excecional da pessoa e do treinador, que já admirava. É provavelmente o melhor treinador português a trabalhar cá e um dos maiores de sempre do futebol português. Obviamente que gostaria de trocar impressões com ele, pois é com os melhores que aprendemos", afirmou, sem preconceitos, quem tenta colocar em campo as ideias de JJ. "Naturalmente, treinamos equipas diferentes, mas o Sporting é uma equipa ofensiva, que privilegia o ataque tal como o Vilaverdense. Gosta do futebol ofensivo e revejo-me nessas ideias", prosseguiu.

Em Alvalade, é bastante provável que o relvado esteja inclinado, mas António Barbosa confia que pode, em determinados momentos, equilibrar a eliminatória. "Sabemos que o Sporting é um dos candidatos a vencer a prova. Agora acreditamos que podemos fazer uma excelente exibição e mostrar o nosso valor individual e coletivo. Nós acreditamos que é possível disputar qualquer jogo contra qualquer adversário. Temos um plantel com muito valor, com jogadores que vão chegar aos campeonatos profissionais. Fruto do nosso processo e do valor individual dos jogadores, é sempre possível discutir os resultados", prossegue o treinador de uma equipa que marcou 17 golos nos últimos três jogos e que chega a Alvalade depois de ter eliminado o Boavista da Taça de Portugal.

Sem autocarro

O jovem técnico admite que ainda não se imaginou a festejar a passagem aos ‘quartos’ e mantém-se focado na estratégia para o jogo de hoje: "Este jogo é um marco para o clube e para os jogadores. Vamos tentar demonstrar a nossa qualidade e organização. Iremos defender na maioria dos momentos, mas não metemos autocarros. Queremos crescer contra os maiores, muitos são internacionais e campeões da Europa." *

Por José Mário e Ricardo Vasconcelos
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Taça de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.