Domingos Paciência: «O FC Porto aposta tudo na Taça de Portugal»

Técnico rejeita que o lugar de Sérgio Conceição esteja em causa na eventualidade de uma derrota portista

Domingos Paciência
Domingos Paciência • Foto: Filipe Farinha

Domingos Paciência, antigo treinador do Sporting e futebolista do FC Porto, considera que os dois clubes entram na final da Taça de Portugal com estados anímicos diferentes, mas que tudo se esquece ao pisar o relvado.

"O Sporting está motivado pela forma como acabou o campeonato, com confiança e uma identidade mais definida, e o FC Porto, depois de perder o título, aposta tudo na segunda competição nacional e quer ganhar para deixar uma imagem positiva no final da época", disse o antigo avançado em entrevista à agência Lusa.

Domingos, que ao serviço do FC Porto venceu por cinco vezes a prova rainha, revela que a subida ao relvado do Jamor é "especial" e que, por isso, o que foi feito no campeonato não vai ter influência neste jogo.

"O desfecho do campeonato não vai pesar na cabeça dos jogadores porque já não há nada a fazer", frisa o treinador que orientou os leões em 2011/2012 e que está curioso para ver como se vai portar a equipa de Alvalade.

O técnico luso, de 50 anos, lembra que "o Sporting jogou a última parte do campeonato sem grande pressão".

"Por isso, não sei que Sporting vamos ter, num jogo com esta pressão e em que está em jogo um troféu. Veremos se esta pressão pode inibir a qualidade que a equipa tem demonstrado até agora", afirmou Domingos.

Quanto ao FC Porto, o antigo avançado admite que é importante para os azuis e brancos erguerem um troféu este ano, mas rejeita que o lugar do treinador Sérgio Conceição possa estar em causa na eventualidade de uma derrota portista.

"Mal seria que uma administração ou um presidente estivesse à espera de uma final da Taça de Portugal para tomar esse tipo de decisão. O FC Porto, em termos de conquistas, só tem a Supertaça, mas fez uma grande época, em que discutiu até ao final o campeonato e chegou aos quartos de final da Liga dos Campeões. É uma época que não deixa dúvidas para continuarem a apostar no treinador que têm", sublinhou.

Quanto aos jogadores, o técnico diz que, do lado do Sporting, o médio Bruno Fernandes, autor de 20 golos na Liga NOS, é o principal suspeito para pôr em perigo a baliza adversária, e que o FC Porto depende muito do que poderá fazer Marega, autor de 10.

"O jogo do Sporting funciona muito em torno do que o Bruno Fernandes pode dar. Em relação ao FC Porto, o seu melhor jogo só poderá aparecer com Marega e espera-se que seja ele a fazer a diferença", antevê Domingos.

O ex-internacional luso deseja ainda que a arbitragem não ocupe demasiado palco na final do Jamor e defende que os árbitros sejam mais responsabilizados pelas decisões que tomam e resultam em prejuízo das equipas.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Taça de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.