José Manuel Viage: «Era justo forçar o prolongamento»

Treinador do Montalegre orgulhoso dos seus jogadores

• Foto: José Reis/Movephoto

José Manuel Viage, treinador do Montalegre, mostrou-se orgulhoso com a exibição dos seus jogadores diante do Benfica, sublinhando que a equipa merecia o prolongamento.

"Sinto-me um treinador bastante feliz e orgulhoso pelos meus jogadores. Tínhamos dito que íamos jogar olhos nos olhos com o Benfica. Defrontámos uma das melhores equipas de Portugal e os meus jogadores fizeram um jogo estrondoso e era justo, no mínimo, forçar o prolongamento. Não conseguimos, mas fica o jogo muito competente que os meus jogadores conseguiram realizar. Houve muitos momentos em que fomos superiores ao Benfica", referiu na sala de imprensa.

O técnico não esteve no banco por estar castigado e deixou um recado a propósito do tema: "Os jogadores gostavam que eu estivesse no banco, mas foi impossível. Apetecia-me dizer muita coisa sobre isso. Em Portugal costuma-se ser muito forte com os fracos e demasiado fraco com os fortes. Sérgio Conceição e Abel Ferreira, dois treinadores muito competentes, já foram expulsos e nunca deixaram de estar no banco. Se José Manuel Viage se chamasse Jorge Jesus, Rui Vitória ou José Mourinho, não tinha de estar 80 dias [suspenso]. Hoje não tiveram a sensibilidade de perceber que era um Montalegre-Benfica. Agora posso ter muitos Benficas, mas nunca será igual. Tiraram-me deste jogo mas não tiraram uma exibição estrondosa dos meus jogadores".

Por Luís Miroto Simões
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Taça de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0