Leixões reduzido a nove jogadores vence Oriental Dragon nos penáltis

João Eusébio também foi expulso pelo árbitro da partida

• Foto: Rui Minderico

O Leixões venceu este sábado (4-3 nos penáltis, após 0-0 nos 120 minutos) o Oriental Dragon, do Campeonato de Portugal, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol, realizado na Moita.

Apesar de ter terminado o encontro reduzido a nove jogadores (Kiki e Encada foram expulsos), a equipa da 2.ª Liga treinada por João Eusébio, que também foi expulso pelo árbitro da partida, foi mais forte da marca dos 11 metros.

A primeira parte foi equilibrada e ambas as equipas dispuseram de boas ocasiões para desfazer o nulo com que se atingiu o intervalo. Do lado do Oriental Dragon, Martim Águas, com cabeceamentos aos 16, 40 e 45 minutos, enquanto no Leixões Joca ficou perto de marcar aos 20 e 32.

A segunda parte manteve-se equilibrada, como demonstram as duas soberanas oportunidades logo após o reatamento. Aos 50, João Guilherme foi à área do Leixões cabecear muito perto do ferro e, volvidos três minutos, o mesmo jogador, também de cabeça, evitou que Bruno Monteiro festejasse o golo da equipa da II Liga.

Mesmo a jogar em inferioridade numérica desde os 60 minutos -- Kiki foi expulso por acumulação de cartões amarelos --, os leixonenses continuaram a visar a baliza do Oriental Dragon, que não conseguiu antes dos 90 minutos tirar partido do facto de ter mais um jogador em campo.

No prolongamento, o Leixões ficou reduzido a nove jogadores depois da expulsão de Encada (108 minutos). Com o 0-0 a manter-se, o jogo decidiu-se nas grandes penalidade e aí o guarda-redes Tiago Silva foi decisivo, ao travar os remates de Martim Águas e João Pinto, terminando o jogo em 4-3 para o conjunto da II Liga.

Jogo no Juncal Desportos, na Moita.

Oriental Dragon-Leixões, 0-0 (0-0 após prolongamento, 3-4 no desempate por grandes penalidades).

Marcadores no desempate por penáltis:

0-0, Martim Águas (defesa do guarda-redes).

0-1, Jota Silva.

1-1, Tiago Caeiro.

1-2, Wendel.

2-2, João Guilherme.

2-2, Brendon (à barra).

2-2, João Pinto (defesa do guarda-redes).

2-3, Pedro Pinto.

3-3, Nii Plange.

3-4, Nenê.

 

Equipas:

- Oriental Dragon: Júnior, Nii Plange, Sandro Costa, Diogo Branco, João Pinto, João Guilherme, Gonçalo Silva, Nico (Igor Ribeiro, 107), Bruno Grou (Tiago Caeiro, 71), David Calderon (Leonardo Sousa, 119) e Martim Águas.

(Suplentes: Tiago Mota, Igor Ribeiro, Tiago Caeiro e Leonardo Sousa).

Treinador: Luís Manuel.

 - Leixões: Tiago Silva, Edu Machado (Encada, 69), Pedro Pinto, Brendon, Seck (Wendel, 91), Bruno Monteiro (Rucker, 118), Joca (Tiago André, 87), Jota (Jota Silva, 61), Kiki, Sapara (Rodrigo, 61) e Nenê.

(Suplentes: Beto, Tiago André, Encada, Rucker, Rodrigo, Wendel e Jota).

Treinador: João Eusébio.

Árbitro: Ricardo Baixinho (AF Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Kiki (48 e 60), Gonçalo Silva (70), Tiago Caeiro (77), Sandro Costa (95) e Nenê (113). Cartão vermelho, por acumulação, para Kiki (60), e direto para Encada (107) e para o treinador João Eusébio (108).

Assistência: Jogo à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Taça de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.