Lus. Lourosa-Sp. Covilhã, 4-2 a.p: Três golos no prolongamento provocam surpresa

Líder da 2.ª Liga afastado da Taça

O Lusitânia de Lourosa, do Campeonato Portugal, venceu este domingo por 4-2 o Sporting da Covilhã, líder da 2.ª Liga, num jogo da segunda eliminatória da Taça de Portugal de futebol decidido no prolongamento, com três golos dos locais.

Depois do empate 1-1 no final do tempo regulamentar, com os tentos de Jaime Poulson, aos três minutos, para a formação de Lourosa, e de Henrique, na proporia baliza, aos 78, que deu o empate para os serranos, a partida acabaria por ser decidida no tempo extra.

Nessa fase, Goba Zakpa assumiu-se como a figura do encontro, marcando aos 95 e 107 minutos. Mica ainda reduziu, aos 110, mas, aos 119, Hélder Castro sentenciou, de grande penalidade.

O desafio começou de feição para a equipa casa, que logo aos três minutos se adiantou no marcador, num desvio astuto do experiente Jaime Poulson, após cruzamento de Leo, que a defesa contrária não conseguiu intercetar.

Os serranos, com um futebol inconsequente, só despertaram depois dos 20 minutos, primeiro com um remate de Mica, ao lado, e, depois, com um desvio de Kukula ao poste, após uma atrapalhação do guarda-redes de Lourosa.

No segundo tempo, o Sporting da Covilhã finalmente 'arregaçou as mangas' e, depois do técnico Ricardo Soares ter efetuado de uma assentada as três substituições, assumiu as rédeas e criou as melhores oportunidades.

No entanto, os serranos só resgataram o empate com a 'colaboração' do adversário, quando o defesa Henrique desviou de forma infeliz, para a própria baliza, um cruzamento de Daniel Martins, fixando o 1-1 que precipitou o prolongamento.

Nesse tempo extra, o Lusitânia de Lourosa teve em Goba Zapka, lançado no jogo para o segundo tempo, a sua 'arma secreta', uma vez que o avançado costa-marfinense praticamente resolveu a eliminatória, marcando aos 94 e 107 minutos.

O Sporting de Covilhã, totalmente balanceado no ataque, ainda lançou a incerteza, quando reduziu para 3-2, num belo remate de Mica, aos 110 minutos, mas a confirmação do triunfo do Lourosa chegaria aos 119, num penálti de Hélder Castro.

Jogo no Estádio do Lusitânia Lourosa FC, em Lourosa.

Lusitânia Lourosa - Sporting Covilhã, 4-2 após prolongamento.

Ao intervalo: 1-0.

No final do tempo regulamentar: 1-1.

No final da primeira parte do prolongamento: 2-1.

Marcadores:

1-0, Jaime Poulson, 03 minutos.

1-1, Henrique, 78 (na própria baliza).

2-1, Goba Zakpa, 94.

3-1, Goba Zakpa, 107.

3-2, Mica, 110.

4-2, Hélder Castro, 119 (grande penalidade).

Equipas:

- Lusitânia Lourosa: Wilson, Vitinha, Gil Dias (Carvalho, 66), Henrique, Serginho, Ministro, Leo (Dinis, 91) Paulo Grilo, Diogo Cunha (Hélder Castro, 76), Jaime Poulson e Júlio Alves (Goba Zakpa, 57).

(Suplentes: Leonardo, Luís Dias, Carvalho, Paulo Tavares, Goba Zakpa, Hélder Castro e Dins).

Treinador: Rui Quinta.

- Sporting Covilhã: Bruno Bolas, Tiago Moreira, Brendon Lucas, Jaime (Daffé, 100), Daniel Martins, Rodrigo António (Silva, 62), Adriano, Mica, Jean (Bonani, 62), Kukula e Deivison (Gilberto, 62).

(Suplentes: Carlos Henrique, Gilberto, Leandro Pimenta, Silva, Joel, Daffé e Bonani).

Treinador: Ricardo Soares.

Árbitro: Anzhony Rodrigues (AF Madeira).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Serginho (28), Jaime Poulson (79), Henrique (82), Brendon Lucas (87), Tiago Moreira (87), Gilberto (107) e Daniel Martins, (118). Cartão vermelho direto para Luís Dias (84, no banco) e Gilberto (após o apito final).

Assistência: Cerca 1.500 espetadores.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Taça de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.