AM Portela admite extinguir todos os escalões

Clube está contra posição da FPF

Miguel Matias, presidente da direção do AM Portela.
• Foto: Facebook Miguel Matias

A Associação de Moradores da Portela quer, por direito próprio, marcar presença no campeonato nacional sub-20 de futsal de 2016/17. Após desistência de um clube que irá marcar direito na prova, a Federação Portuguesa de Portugal contactou a Associação de Futebol de Lisboa para indicar um emblema. que tivesse condições para integrar a prova nesta temporada: o escolhido foi a AM Portela.

Dois dias volvidos, a FPF assume o erro novamente por e-mail mas afirma que já não seria o referido clube lisboeta a integrar a competição, segundo relata o presidente da direção da Associação de Moradores da Portela. "A FPF invocou os regulamentos mas vamos fazer o que for de direito, porque mesmo tendo recorrido a esse facto, nós achamos que por força de termos sido os primeiro melhores segundos, teríamos de ser nós a ocupar a vaga. A posição conjunta da AM Portela e da AF Lisboa vai no sentido de impugnar todos os campeonatos", conta-nos Miguel Matias, indo depois mais longe, depois de saber que o clube escolhido a render o Núcleo Sportinguista de Leiria seria o Académico Sangemil:

"Nos escalão de seniores, estamos na segunda divisão. Já fizemos perceber que se a nossa reclamação não for atendida, a AM Portela vai desistir esta temporada de todas os escalões de futsal".

Do lado da Associação de Futebol de Lisboa, o sentimento é de solidariedade para com o AM Portela. O presidente do organismo, Nuno Lobo, garante que "irá até às últimas consequências" e fala mesmo em "impugnação" do campeonato.

"A AF Lisboa está ao lado do seu filiado e defende intransigentemente os seus interesses. A AF Lisboa lamenta que a FPF tenha enviado um e-mail a convidar o AM Portela para estar presente na prova e, dois dias depois, tenha enviado novo e-mail a pedir desculpa pelo mero lapso e a desconvidar o AM Portela. Algo está por detrás disto e vamos defender o clube até às últimas consequências, algo que poderá ir até à própria impugnação do campeonato. O mesmo não pode começar sem a situação estar resolvida. Com uma brincadeira dos serviços da Federação Portuguesa de Futebol estamos a pôr em causa muitas dezenas de atletas assim como um clube de nome, reconhecido no futsal português".

Por Flávio Miguel Silva
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futsal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.