Coronavírus: FPF junta-se ao grupo das modalidades de pavilhão com o futsal

Têm o objetivo de alcançar condições que viabilizem a retoma das provas em duas fases

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF), através do futsal, juntou-se ao grupo das modalidades de pavilhão, organizado face à situação de pandemia de covid-19, em que já estavam inseridas as federações de andebol, basquetebol, patinagem e voleibol.

De acordo com o comunicado divulgado pelo organismo, "a retoma das competições das diversas modalidades é, neste momento, a preocupação comum das federações, que trabalham numa proposta conjunta e que será entregue às autoridades".

As quatro federações e a FPF têm o objetivo de alcançar condições que viabilizem a retoma das provas em duas fases, com a inclusão do futsal "a fazer todo o sentido".

"O grupo de trabalho pretende articular com as autoridades sanitárias as condições indispensáveis que viabilizem o regresso da atividade, numa primeira fase ao ar livre e posteriormente em recinto fechado. A inclusão neste grupo do futsal, sendo um desporto 'indoor', faz todo o sentido e é muito bem acolhida por todas as federações", pode ler-se.

O presidente da FPF, Fernando Gomes, tal como todos os líderes daquelas federações, enalteceram o "alinhamento entre todos para, em conjunto, poderem encontrar as melhores condições de segurança e saúde".

Miguel Laranjeiro, presidente da Federação de Andebol de Portugal (FAP), pretende que regresso aos treinos aconteça "o mais cedo possível", acreditando que "o desporto será capaz de ultrapassar a situação e regressar ainda com mais força", enquanto Manuel Fernandes, responsável máximo da Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB), vê a inclusão do futsal "com enorme satisfação e, sobretudo, como uma mais valia".

Por sua vez, o presidente da Federação de Patinagem de Portugal (FPP), Luís Sénica, salienta o "reforço" do futsal e a "relação" entre os organismos que "ocupam o mesmo espaço, sem rivalidades".

Por fim, Vicente Araújo, líder da Federação Portuguesa de Voleibol (FPV), afirma que o grupo irá "beneficiar" com a entrada do futsal e que esta modalidade "colherá vantagens".

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 350 mil mortos e infetou mais de 5,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Cerca de 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.356 pessoas das 31.292 confirmadas como infetadas, e há 18.349 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futsal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0