Record

Falcão: «Portugal deu salto»

Estrela brasileira volta ao único local onde atuou no nosso país, tendo defrontado Ricardinho

• Foto: DR
O brasileiro Falcão, uma das referências do futsal mundial, está pela segunda vez em Portugal... e também em Portimão, depois de em 2007 ter participado, na cidade algarvia, na Taça Intercontinental, ao serviço do Malwee/Jaraguá, que bateu o Benfica (de Ricardinho) na fase de grupos e perdeu a final para os espanhóis do Boomerang Interviú.

"É um prazer retornar a um país com um futsal de qualidade, que deu um salto enorme nos últimos anos e que acaba de ver coroado esse crescimento com o título europeu", assinala a estrela brasileira.

Portugal "é hoje uma referência no contexto internacional, pois vários clubes, e não apenas os mais conhecidos, têm investido na modalidade", salienta Falcão.

Desta vez Portimão não irá assistir a um duelo entre Falcão e Ricardinho, pois os brasileiros do Magnus Futsal e os espanhóis do Inter Movistar não se encontram na quadra do Portimão Arena. "Uma pena, pois acredito que seria um momento particularmente gratificante para os amantes da modalidade, embora vivamos fases distintas, ele no auge e eu no fim da carreira", lamenta o futsalista brasileiro.

Falcão aponta Ricardinho como "a grande estrela do futsal atual" e lembra como foi inspiração para o português: "A tatuagem que ele tem na perna com o meu nome e também a circunstância de se ter inspirado em mim, construindo uma carreira brilhante."

Falcão recorda os seus tempos áureos: "Tínhamos 20 ou 30 jogadores do mesmo nível e era difícil sobressair, mas depois o futsal decaiu de nível, perdendo impacto, e agora há uma grande figura indiscutível, Ricardinho, e eu acabo por me sentir homenageado em cada jogada ou em cada golo bonito que ele faz."
Por Armando Alves
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futsal

Notícias

Notícias Mais Vistas

M