Jorge Braz: «A Espanha é extremamente competitiva e quer impor a sua supremacia»

Selecionador antecipa encontros particulares

• Foto: Luís Vieira

O selecionador português de futsal, Jorge Braz, anteviu este domingo dificuldades para os dois encontros particulares de segunda e terça-feira com Espanha, oponente que vai trazer competitividade na antecâmara do apuramento para o Mundial2020, a disputar na Lituânia.

"Que melhor forma de nos prepararmos do que diante de um adversário exigente, competitivo e dos melhores que existem? Estes jogos terão de nos colocar numa exigência física, técnica, tática e sobretudo emocional competitiva para nos aproximarmos muito do contexto que existirá daqui a um mês na qualificação", referiu o técnico, em conferência de imprensa.

Jorge Braz, de 47 anos, realçou as competências individuais e coletivas de Espanha, segunda colocada no ranking mundial, atrás do Brasil, que tentará ludibriar com uma formação portuguesa no "'top' das suas capacidades", focada em prolongar o ciclo vitorioso iniciado com a conquista do Europeu da Eslovénia, em fevereiro de 2018, diante da 'roja' (3-2 após prolongamento).

"A Espanha é extremamente competitiva e quer impor a sua supremacia, mas estamos cá para contrariar isto", vincou, focando atenções no Grupo 8 da ronda principal de qualificação para o Mundial2020, no qual Portugal vai medir forças com República Checa, Letónia e Alemanha em Viseu, entre 23 e 26 de outubro.

O técnico admitiu que o estatuto de campeão europeu não oferece, por si só, um peso extra sobre a seleção, embora reconheça que existem diferenças na maneira como os adversários passaram a encarar a turma das 'quinas'.

"Olhavam para Portugal como aquela equipa organizada e de enorme qualidade, que chegava aos momentos e não conseguia atingir os títulos e as decisões. Desta vez conseguimos e já olham para nós com cuidados redobrados", anotou.

O capitão Ricardinho frisou que os compromissos com Espanha só reeditam a última final do Europeu porque os países são os mesmos, deixando um apelo ao apoio dos portugueses para suplantar o quarto lugar obtido no Mundial de 2016, disputado na Colômbia.

"Para melhorar só há três patamares acima. Vamos trabalhar e tentar ser competentes, mas quando as forças nos estiverem a faltar, que os portugueses nos levantem", afiançou o ala dos espanhóis do Inter Movistar, eleito seis vezes o melhor jogador de futsal do mundo.

Nos 27 duelos entre as duas seleções, Portugal só venceu por duas vezes, a primeira das quais em setembro de 2005, num encontro de preparação decorrido na cidade espanhola de Salamanca (3-2), treze anos antes da conquista do Europeu, na Eslovénia, diante da 'roja'.

Os dois jogos particulares entre Portugal e Espanha estão agendados para segunda e terça-feira, ambos às 20:15, no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futsal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.