Jorge Braz espera dois jogos "competitivos e exigentes" com o Japão

Selecionador nacional faz antevisão dos duelos no Seixal

• Foto: Luís Guerreiro

O selecionador português de futsal, Jorge Braz, disse esta segunda-feira que espera dois jogos de preparação "extremamente competitivos e exigentes" diante do Japão, na terça e quarta-feira, na Torre da Marinha, no Seixal.

"O Japão foi finalista vencido da Taça de Ásia. É extremamente organizado, já com um trabalho de há muitos anos no futsal, e tem um novo selecionador, o espanhol Bruno Garcia, que monta equipas sempre muito competitivas", referiu Jorge Braz ao sítio da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na Internet.

Portugal, atual campeão europeu, e Japão preparam a participação na fase de qualificação para o Campeonato do Mundo da Lituânia, em 2020, e o selecionador nacional encara estes dois jogos como "dois bons testes para a seleção voltar a competir com concentração, organização e a saber gerir o jogo".

"Vão ser dois jogos extremamente exigentes e competitivos, contra uma seleção muito organizada e que consegue associar essa organização a alguns jogadores que colocam muita imprevisibilidade no seu jogo", explicou.

Assumindo que Portugal é uma das melhores seleções do mundo e, neste momento a melhor da Europa, o selecionador sabe que as outras seleções encaram os jogos diante da formação lusa com outro espírito, dando tudo dentro de campo.

"Temos que perceber que temos responsabilidade de assumir que somos uma das melhores seleções do mundo e a melhor da Europa", adiantou Jorge Braz, reafirmando o desejo de marcar presença na fase final do Lituãnia2020.

O selecionador reconheceu que o Japão surge no Seixal com uma motivação acrescida por defrontar o campeão europeu em título, e o desejo de fazer o melhor resultado possível, e explicou que, da parte de Portugal, a responsabilidade é sempre a mesma desde que o grupo está junto.

"Sempre tivemos uma grande responsabilidade. Sempre que estamos juntos, cada vez que competimos, cada vez que jogamos, esse foco é para manter", disse Jorge Braz, considerando que "o acréscimo de responsabilidade vem mais dos outros".

Jorge Braz abordou ainda a renovação contínua da seleção a dois anos do Mundial, com a preocupação de ter sempre "um olhar a médio prazo", e o facto de ter sido entregue à Lituânia a organização do Campeonato do Mundo em 2020.

"É um país com algumas tradições e que organizou já algumas qualificações com o pavilhão cheio. Vamos ver. É uma oportunidade grande para eles se desenvolverem e nós, como é evidente, queremos muito estar na Lituânia em 2020", disse.

Portugal e Japão defrontam-se na terça e quarta-feira, pelas 19:00 horas, no Pavilhão Municipal da Torre da Marinha, no Seixal, em Setúbal.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futsal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.