Leões de Porto Salvo aguardam fim dos recursos para agir

Presidente Jorge Delgado lembra que clube foi "injustiçado" por não disputar o playoff

• Foto: Leões de Porto Salvo

Os Leões de Porto Salvo, equipa afastada do playoff do Campeonato Nacional de futsal da época passada, devido a uma decisão agora revogada pelo Tribunal Arbitral de Desporto vai aguardar pela extinção de todas as possibilidades de recurso, para atuar em conformidade. Essa é, pelo menos, a ideia que trespassa das palavras de Jorge Delgado, presidente do clube da Linha, ouvido por Record.

"Desde o princípio que não concordámos com esta decisão, porque é notório que alterou a verdade desportiva. Foi uma decisão administrativa que nada teve a ver com o que se passou dentro de campo", começou por dizer, a Record, recusando-se a alinhar com o clube encarnado. Pelo menos, para já.

"Não é por agora o Benfica tomar qualquer tipo de medidas que vamos agir. Nós falamos por nós e vamos aguardar uma decisão final para, na altura certa, decidirmos o que será o melhor a fazer", prosseguiu, antes de afirmar que acima de qualquer decisão está o futsal.

"Queremos ser parte da solução, não do problema. Queremos fundamentalmente que o futsal continue a evoluir e nós, Leões de Porto Salvo, lutamos sempre pela verdade desportiva mas aí, fomos claramente injustiçados ao sermos impossibilitados de disputar o playoff".

"Fico satisfeito que seja reposta a verdade, ainda que seja apenas do ponto de vista ético e moral", finalizou.

3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futsal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.