Mão-cheia de dérbis em semana de feriado

Finais da Taça de Honra feminina e masculina são três dias antes dos clássicos do campeonato

• Foto: Paulo Novais/Lusa

Os dois clubes de maior expressão em Lisboa, Sporting e Benfica, costumam protagonizar os duelos mais esperados no futsal. A presença dos dois históricos na final da Taça de Honra da AF Lisboa, alcançada esta quarta-feira – com os triunfos sobre o Leões de Porto Salvo (7-2) e o Belenenses (5-2) respetivamente, nas meias-finais –, vai fazer com que os adeptos dos rivais de Segunda Circular tenham dois jogos em três dias.

Mas há mais. As equipas femininas de águias e leões alcançaram a final da mesma competição... em semana de dérbi no campeonato. Ou seja, o que poderiam ser dois clássicos em três dias, passam a ser quatro.

Os primeiros dérbis, a contar para a prova da AF Lisboa, estão agendados para dia 5 de outubro no Pavilhão Multiusos de Odivelas. Os homens entram em campo a partir das 14h30 e as mulheres às 17 horas.

Para o campeonato repete-se o cenário, com os dois jogos seguidos (eles às 14h30 e elas a partir das 16h30), só que desta vez não será em casa neutra mas sim no novíssimo Pavilhão João Rocha, casa dos bicampeões nacionais de futsal masculino.

Final reeditada

O pavilhão do Leões de Porto Salvo recebeu a reedição da final da Taça de Honra da AF Lisboa do ano passado, entre os locais e o Sporting. Em 2016/17, o conjunto de Alvalade venceu, por 8-3, no encontro decisivo, e ontem carimbaram um lugar no jogo da final, com um triunfo por 7-2.

O Sporting chegou ao intervalo a vencer por 3-1, a equipa da casa teve uma boa reação no início do segundo tempo, após o 3-2, mas os atuais detentores do troféu voltaram a mostrar as garras e acabaram por golear.

No Pavilhão Acácio Rosa, no Restelo, defrontaram-se as duas formações que no ano passado se ficaram pela meia-final. Os encarnados venceram sem discussão, num jogo que controlaram do princípio ao fim, chegando ao 4-0.

A partir daí os encarnados foram gerindo o resultado, o que permitiu uma reação dos locais, que fizeram o 4-1 mesmo em cima do intervalo. No entanto, não evitaram a goleada. Chaguinha saiu lesionado a meio da segunda parte, desconhecendo-se a gravidade do problema.

Por Cláudia Marques
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Futsal

Notícias

Notícias Mais Vistas