Nuno Dias: «Quem pensa em empates, perde»

Treinador do Sporting não quer os jogadores pensem num outro resultado para lá da vitória

• Foto: Paulo Calado 

Feliz pela vitória por números amplos (16-1), Nuno Dias enalteceu a postura dos seus jogadores diante do Târgu Mures, deixando claro que estes não entraram em campo obcecados com o número 12 - a vantagem de golos necessária para no último encontro apenas precisar de empatar para chegar à final four da UEFA Futsal Cup. Aliás, nesse sentido, o técnico deixou um alerta aos seus pupilos... Nada de pensar em empatar!

"O objetivo hoje não poderia passar só por vencer. Sabíamos que partíamos para o jogo a saber que resultado necessitávamos para eventualmente no domingo ser preciso apenas um empate. Sabíamos que teríamos de ganhar por 12 golos, mas, da minha parte, não houve uma pressão muito grande por esse número. Os jogadores estavam motivados. Chegar com 3-0 apenas ao intervalo era difícil. A mensagem que tentámos passar aos jogadores foi para jogarem bem; para vencerem e jogarem bem, mantendo um ritmo alto, com intensidade e mobilidade constante. Se jogássemos bem o resultado iria surgir, mas sem obsessão pelo número 12. Nem foi preciso motivar", assegurou o técnico.

Questionado sobre a possibilidade de, no domingo, entrar em campo para empatar, o técnico leonino desvaloriza e recorda que já teve um mau exemplo no passado. "Já tive um terceiro jogo numa Ronda de Elite com o Araz a precisar apenas de empatar para passar e perdi. Espero que não seja um mau prenúncio para domingo. Espero é no domingo festejar a passagem. Quero é atingir o objetivo, seja com uma vitória ou um empate", frisou.

"Jamais poderemos entrar a pensar defender um resultado durante 40 minutos. Isso não existe no futsal. Quem pensa em empates, perde. Vamos encarar esse jogo da mesma forma que todos os outros jogos. Às vezes esquecemo-nos da liga russa, mas, na minha opinião, é a liga mais forte e competitiva da Europa. Nas duas últimas competições de seleções estavam muitos destes jogadores do Dínamo. Estamos a falar de uma equipa super-poderosa. Na minha opinião tocou-nos em sorte - ou azar - a pior equipa que, em qualidade e quantidade, nos podia calhar. Vamos preparar-nos para as dificuldades e para dar a melhor resposta possível", explicou.

Depois de ter perdido por 16-1, Cosmin Gherman, o treinador do Târgu Mures, desfez-se em elogios ao Sporting, algo que o técnico do leão agradece: "Agradeço as palavras. Não me sinto mais favorito. Vamos jogar contra uma equipa com um lote de jogadores de muita qualidade. Todos eles estão habituados a uma liga extremamente difícil. Isso dá uma experiência competitiva enorme, por isso é que foram campeões, por isso é que são muito bons"

Ao intervalo, o marcador apontava 3-0 para o Sporting, um resultado que na segunda parte... disparou para os 16-1. Mas, então, o que disse Nuno Dias aos seus jogadores para os espevitar desta forma? "Disse para continuarem a acreditar no que estavam a fazer e jogar bem. Para isso tinham de continuar a jogar bem. Manter o ritmo forte era muito importante para obrigar a equipa romena a desgastar-se fisicamente. Era impossível eles aguentarem o ritmo forte que tínhamos. Os jogadores estão de parabéns. Isto premeia a nossa exibição e o apoio que o público nos deu, ao não parar de incentivar e de cantar. O Sporting foi melhor equipa que o FC Dínamo contra o Gyor. Creio que fomos melhores nos jogos com os dois adversários. Agradeço o favoritismo que nos atribuem diante do FC Dínamo e a amabilidade de nos considerarem uma boa equipa, mas no domingo o que vai contar é o resultado final", finalizou.

Por Fábio Lima e Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futsal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.