Nuno Dias: «Talvez vivamos o melhor momento em termos de união e espírito de equipa em 10 anos»

Treinador do Sporting na antevisão da final da Liga dos Campeões de futsal com o Barcelona

• Foto: Miguel Barreira

O treinador de futsal do Sporting, Nuno Dias, repartiu este domingo o favoritismo na final da Liga dos Campeões diante dos espanhóis do Barcelona, mas enalteceu o espírito de ambição para poder reconquistar o troféu.

"Perspetivo um jogo difícil, mas entendo que o Sporting tem 50% de probabilidades. É a isso que nos vamos agarrar, sabendo que temos qualidade e que estamos num momento extraordinário. A nossa equipa talvez viva o melhor momento em termos de união e espírito de equipa ao longo de 10 anos no Sporting", expressou aos jornalistas.

Em videoconferência de imprensa de antevisão ao jogo decisivo, Nuno Dias frisou que, "quando a inspiração não traz resultado, a transpiração vai ajudar e fazer com que as coisas resultem" a favor do Sporting, numa prova do caráter e ambição 'leoninos'.

"O Sporting já leva 40 e tal jogos sem conhecer a derrota, só com três empates. Isso diz bem do caráter, ambição e espírito que esta equipa tem, de querer sempre mais e não relaxar. É com esse espírito de ambição que encaramos o jogo", atirou o técnico.

O Sporting derrotou o campeão russo, KPRF Moscovo, e o campeão espanhol, Inter Movistar, para alcançar a final, na qual terá pela frente o detentor do troféu continental, que superou os eslovenos do FK Dobovec e os cazaques do Kairat Almaty esta semana.

"O FC Barcelona é uma das melhores equipas do mundo, com jogadores de grande nível. Tem, em quantidade e qualidade, um dos melhores plantéis do mundo, penso que é a opinião geral de quem conhece e anda no futsal", analisou, sobre os catalães.

Nuno Dias elogiou o trajeto e evolução dos seus jogadores, mostrando-se orgulhoso por treiná-los, pois "têm sido extraordinários nas abordagens", agradecendo também à sua equipa técnica por todo o trabalho árduo que tem efetuado nesta 'final a oito'.

O ala italiano Alex Merlim apontou igualmente o espírito e a entrega do plantel como a 'chave' para o sucesso, que precisam de se manter numa final "decidida nos pormenores", aos quais o Sporting vai estar atento, pois "a estratégia vence jogos".

"Temos jogado com uma entrega em todos os jogos que ainda não tinha visto na nossa equipa. Quando um não chega, o outro chega. É esse o espírito da equipa e, numa final, não pode ser diferente. Temos de jogar com a mesma intensidade, sempre respeitando o adversário, mas nunca tendo medo", vaticinou o atleta, de 34 anos.

A mescla de juventude e de experiência presente no plantel 'verde e branco' tem dado resultados, com Merlim, enquanto um dos mais experientes, a frisar o comprometimento dos jogadores mais jovens, onde se destacam Tomás Paçó e Zicky.

"Quem joga na nossa equipa, sabe a responsabilidade que é jogar no Sporting. São jovens ainda, mas estão a demonstrar um enorme caráter nestes jogos importantes, de extrema intensidade e rigor físico. Dou os parabéns para que continuem a trabalhar e evoluir, para estarem entre os melhores da modalidade", vincou.

Merlim desejou uma "final digna" de Liga dos Campeões e, "se possível, com espetáculo", embora "isso não baste para vencer", mas assegurou um Sporting preparado para "fazer um bom jogo" e poder repetir a conquista de 2018/19.

Sporting e Barcelona, os últimos dois vencedores da prova europeia, discutem na segunda-feira o troféu da Liga dos Campeões de futsal, na final marcada para as 19:00 (horas de Lisboa), no pavilhão Dvorana Kresimir Cosic, em Zadar, na Croácia.

 

Por Lusa
2
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futsal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.