Ricardinho: «Somos assim, pensamos pequeno!»

Ala critica aqueles que colocam em causa a estratégia de Portugal no Mundial da Colômbia

• Foto: EFE

Ricardinho mostrou-se esta terça-feira muito crítico com aqueles que defendem que a caminhada positiva de Portugal no Campeonato do Mundo de futsal, que decorre na Colômbia, se deve à fraca qualidade dos adversários que lhe têm calhado em sorte. 

Num 'direto' na rede social Facebook, o melhor marcador da competição garante que "tudo aquilo que aconteceu foi calculado ao milímetro" e assegura que os adversários, os que se mantêm em prova e os que já foram afastados, gostariam muito de estar no lugar ocupado pela seleção treinada por Jorge Braz.

"Ganhámos, conseguimos o primeiro lugar e passar para o lado da tabela em que nós queríamos estar. Se me perguntarem: são as equipas mais fáceis? Não! São as equipas menos difíceis. Se perguntar a qualquer uma das outras seleções se queriam ficar do lado em que nós ficámos, todos queriam ficar. Porque é uma oportunidade enorme de conseguir chegar… mais longe", assumiu o camisola 10 da Seleção Nacional, que não se envergonha com a estratégia adotada.

"Não é vergonha nenhuma assumirmos isso. Só que nós, mentes pequenas, em Portugal, nunca somos capazes de elogiar o trabalho que é feito. Dizemos sempre que os outros são fracos. Ou porque os jogadores não têm qualidade ou porque são uma seleção mais fraca ou porque a Liga daquela seleção é fraca", critica Ricardinho, recusando-se a alinhar com aqueles que discordam do caminho seguido pelo Selecionador Nacional

"Andamos sempre nos porquês, nunca conseguimos valorizar-nos. Os outros são sempre superiores . São sempre melhores os 'brasis', as 'espanhas', as 'itálias', porque, infelizmente, somos assim, pensamos pequeno!", acrescentou o ala da Seleção que na madrugada de quinta-feira discute com a Argentina uma vaga na final do torneio.

Por isso, o grupo de trabalho liderado por Jorge Braz não se desviará do caminho traçado. "Vamos continuar o nosso trabalho, vamos deixar à parte essas pessoas… Como se já não chegasse todas as outras selecções contra nós, todas as que jogam contra nós… Temos que lutar contra eles e ainda temos que lutar contra alguns portugueses!", concluiu Ricardinho.

Por Cláudia Marques e João Lopes
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futsal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.