Record

Nádia Gomes: «Jogar com a Marta é algo muito fixe»

Portuguesa partilha todos os dias o balneário com a brasileira no Orlando Pride, dos EUA

• Foto: LUSA

A avançada Nádia Gomes vive nos Estados Unidos da América desde muito pequena e por lá tem feito o seu percurso no futebol. Este ano mudou-se para o Orlando Pride, depois de ter passado quatro temporadas ao serviço do BYU Cougars. Na cidade de Orlando encontrou o seu ídolo de sempre, a brasileira Marta, que é considerada por muitos como a melhor jogadora de todos os tempos (já venceu o título de melhor jogadora do Mundo por cinco anos consecutivos, de 2006 a 2010). Em 2004, foi distinguida com a Bola de Ouro, assim como no ano de 2007, no qual também conquistou a Bota de Ouro.

"A Marta é impecável e jogar com ela é algo muito fixe! Na primeira vez que a conheci estava um pouco nervosa, tipo, é a Marta", revelou a internacional portuguesa, acrescentando que se tem adaptado bem à nova equipa e tem tido a ajuda das companheiras brasileiras: "Falamos português entre nós. Há quatro brasileiras no clube, por isso já toda a equipa está habituada a que falemos português entre nós."

Nádia Gomes, de 21 anos, apenas tem integrado as convocatórias de Francisco Neto recentemente (contabiliza duas internacionalizações A) e falou de como as suas companheiras de clube reconhecem o seu mérito. "Dão-me os parabéns e dizem que temos de ganhar. Desejam sorte", referiu.

A avançada abordou também as diferenças no estilo de jogo praticado nos EUA. "Lá são mais agressivas. As jogadoras correm muito mais. Há, sem dúvida, mais agressividade, que é uma das características mais valorizadas nos EUA. A aposta é em atletas fortes fisicamente", explicou. Apesar de jogar num dos melhores campeonatos de futebol feminino do Mundo, a dianteira mantém a humildade, revelou que pode acrescentar rapidez à equipa, considerando ainda que tem crescido bastante na seleção. "Estou a aprender muito com as minhas companheiras. E fico contente porque são excelentes jogadoras e estão a ajudar-me a evoluir ainda mais", frisou.

Confiança na desforra

Antes da partida para a Bélgica, onde a equipa portuguesa vai disputar o quarto jogo do Grupo 6 de apuramento para o Campeonato do Mundo de 2019, a confiança de Nádia Gomes transbordava. "Esperamos, obviamente, uma vitória. Vamos procurar jogar bem e fazer aquilo que sabemos fazer", sublinhou. No primeiro jogo desta fase de qualificação, Portugal foi derrotado em casa pela Bélgica, por 1-0, mas agora as portuguesas pretendem a desforra. "O facto de termos perdido em casa com elas dá-nos uma motivação maior", frisou Nádia Gomes.

Por Luís Magalhães
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Seleção Feminina

Alex Morgan e Carli Lloyd: Nos ‘States’ mandam elas

Nas terras do Tio Sam, quem leva a bola para casa são as mulheres. A seleção feminina é a melhor do Mundo, enquanto a masculina anda perdida. Alex Morgan e Carli Lloyd são as principais referências e contam tudo a Record
Notícias

Notícias Mais Vistas

M