Bruno Fernandes: «Derrota tem peso, queríamos ganhar a Liga das Nações»

Médio analisou desaire caseiro em Braga diante da Espanha apontando à valia do adversário

• Foto: Lusa
Bruno Fernandes assumiu a deceção do balneário português após a derrota caseira diante da Espanha.

"Estamos muito dececionados. Fizemos um jogo com grande espírito de sacrifício, soubemos sofrer, defender bem e contra-atacar quando tivemos a bola, mas não conseguimos marcar também muito por mérito do guarda-redes deles. Há que dar mérito à Espanha. Passou, ganhou, conseguiu fazer o que nós não fizemos, que foi marcar golo. Já não há nada a fazer. Agora é regressar aos clubes, estar na melhor forma possível para quem for chamado estar no melhor nível no Mundial", começou por dizer aos jornalistas, na zona mista, frisando o peso do desaire em Braga.

"Tem peso, porque queríamos estar na fase final da competição. Queríamos ganhar a competição", reiterou.

O médio luso deu conta que a Espanha continua a ser uma equipa de grande valia, mesmo já não defendendo qualquer título, europeu ou mundial, como sucedeu no início da última década.

Pode não ser a mesma Espanha, porque já não há Xavi e Iniesta, mas continua a ter jogadores de grande qualidade e tem uma ideia de jogo bem definido, com um treinador que trabalha desta maneira em todos os clubes onde passou. Foi às meias-finais do Europeu, há que os respeitar, aquilo que fizeram e hoje fomos respeitados, considerandos as características da equipa. Claro que queríamos ter mais bola, mas nem sempre o jogo permite isso e temos de entender. Queremos pressionar, mas pressionar e deixar espaço atrás não faz sentido e conseguimos não conceder esse espaço. Tivemos as melhores as oportunidades", afirmou Bruno Fernandes.

Atuação de Cristiano Ronaldo

"Não foi só o Cristiano que falhou. Tentámos todos e não conseguimos. O guarda-redes da Espanha esteve muito bem. O Cristiano está bem, com a ambição de ajudar a Seleção, como sempre esteve e não há que fazer grandes histórias. Está aqui para ajudar e vai continuar a ajudar. O Cristiano estava frustrado, tal como todos nós. Ele é avançado, quer fazer golos. Não há que fazer uma novela à sua volta. Aquilo que tem de fazer, tem feito e os golos vão aparecer. Isto são fases. Quando marcar vai ter mais tranquilidade para continuar a marcar muitos golos por nós. Não esquecer que é o recordista de golos por uma seleção. Este resultado não atrapalha a preparação para o Mundial. Sabíamos o que tínhamos de fazer nesta competição. Infelizmente, não conseguimos."
Por Marques dos Santos
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Seleções

Notícias

Notícias Mais Vistas