Pizzi: «Caminhada vai ser dura até ao final»

Médio confiante na conquista dos 3 pontos frente à Hungria

• Foto: Fernando Ferreira

Portugal foi 'avisado' do que a Hungria é capaz no Euro'2016 (empate entre as duas seleções, 3-3) e não quer voltar a escorregar no apuramento para o Mundial'2018 frente a um adversário "difícil" como este. A garantia foi dada esta quinta-feira por Pizzi que, em conferência de imprensa, não esconde a garra com que a equipa das quinas se prepara para o encontro do próximo sábado (19H45).

"O jogo com a Hungria vai ser bastante complicado. É uma excelente seleção, já o mostrou no último Euro e é um rival com o mesmo objetivo que nós: estar no Mundial. Queremos os 3 pontos, continuar a nossa caminhada que vai ser dura até ao final. Temos a vontade de continuar na luta", afirmou o médio do Benfica, de 27 anos, para quem é obrigatório vencer o jogo numa altura em que Portugal ocupa o 2.º lugar do grupo B, a 3 pontos da líder Suíça, num grupo em que apenas o primeiro posto dá acesso direto ao próximo Campeonato do Mundo.

Pizzi sublinhou ainda a qualidade da seleção húngara pelos "bons jogadores fortes individualmente". "Temos de estar preocupados com os perigos que podem trazer, com as jogadas de contra-ataque. Entre dois os três jogadores muito bons da seleção podemo destacar o capitão Dzsudzsák".

Por Sofia Lobato
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Seleções

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.