UEFA desconhece denúncias feitas por Carlos Cruz

Mas prometeu que irá ficar atenta

Contactada por Record, a UEFA afirmou não ter ainda conhecimento das denúncias feitas por Carlos Cruz na sua autobiografia, mas prometeu que iria ficar atenta e poderá atuar caso encontre provas de ilegalidades na atribuição da organização do Euro’2004.

Os recentes escândalos na FIFA por causa da atribuição de Mundiais fazem com que este tema seja tratado com o máximo de cuidado pelo organismo.

No livro apresentado terça-feira, Carlos Cruz, de 73 anos, que se encontra em liberdade precária, relata um episódio com o presidente de uma federação europeia a quem Madaíl "entregou um envelope" com "os dólares equivalentes aos cálculos das viagens e de uma semana da férias no Algarve". Gilberto Madaíl já garantiu que a Federação Portuguesa de Futebol "não gastou um tostão a comprar votos".

Por António Magalhães e Sérgio Krithinas
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Seleções

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.