William volta a sorrir

Com dias de terror para trás, o jogador do Sporting sentiu-se em casa na Cidade do Futebol

• Foto: Miguel Barreira

Uma das imagens mais marcantes da temporada chegou do Jamor. O Sporting perdeu a final da Taça de Portugal frente ao Aves, depois de uma semana de terror e agonia, deixando quase todo o plantel leonino em lágrimas. Um deles foi William Carvalho, que não escondeu a frustração em pleno Estádio Nacional. No entanto, poucos dias depois e a uns meros quilómetros de distância desse palco, o trinco do Sporting chegou à Seleção de cara lavada.

William foi uma das novidades nos trabalhos do campeão da Europa, ao tornar-se no primeiro atleta do Sporting a chegar à Cidade do Futebol, enquanto Rui Patrício, Bruno Fernandes e Gelson Martins devem juntar-se aos colegas nos próximos dias. O trinco, de 26 anos, sentiu-se automaticamente em casa, também por ‘culpa’ da receção que teve, com muitas brincadeiras e sempre muitos sorrisos ao longo dos 15 minutos a que a comunicação social assistiu. José Fonte, Anthony Lopes, João Mário, Manuel Fernandes e Cédric foram apenas alguns dos jogadores que mais animaram William numa altura tão delicada. Uma espécie de terapia, especialmente por se tratar de um jogador fundamental na estratégia de Fernando Santos, ainda para mais tendo em conta a lesão de Danilo.

Referência à vista

A boa disposição de William foi o centro das atenções, mas também André Silva se estreou nesta preparação para o Mundial, com o engenheiro a ficar agora à espera de sete jogadores (o já referido trio do Sporting, além de Mário Rui, João Moutinho, Gonçalo Guedes e Cristiano Ronaldo). O avançado do Milan, que apontou dez golos pelo emblema italiano esta temporada, chegou à Cidade do Futebol e deixou rapidamente a sua ‘marca’, ao fazer dupla com Bernardo Silva nos já tradicionais jogos de futevólei. O problema para os Silva é que Bruno Alves e Beto dominam essa arte pré-treino...

4x3x3 ensaiado

Numa fase muito inicial da preparação para a aventura portuguesa na Rússia, Fernando Santos testou o 4x3x3, uma fórmula que assenta na formação das quinas, especialmente ainda sem Cristiano Ronaldo. Num primeiro momento, Adrien foi o médio mais recuado nos primeiros exercícios orientados pela equipa técnica, enquanto Manuel Fernandes e João Mário completaram o tridente do meio-campo. Já o ataque foi composto pelas três únicas unidades declaradamente ofensivas que estão às ordens do engenheiro: Bernardo Silva de um lado, Quaresma do outro e André Silva a ‘9’. É tempo de fazer as últimas análises.

Por Pedro Gonçalo Pinto
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Seleções

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.