Pauleta satisfeito por ver a seleção regressar aos Açores

Após interregno de 10 anos

• Foto: Hugo Ferreira

O diretor da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) Pedro Pauleta disse esta terça-feira estar "bastante satisfeito" pelo regresso da seleção portuguesa aos Açores, após um interregno de 10 anos.

"Estamos satisfeitos por ter essa oportunidade de ter a seleção de sub-21 num jogo oficial, portanto, temos de aproveitar essa oportunidade, não só aqui (na ilha de São Miguel), mas também na segunda-feira em Angra (na ilha Terceira) com o México. São dois jogos importantes para nós, um para o apuramento do campeonato da Europa e o outro para preparar a seleção que vai estar nos Jogos Olímpicos", disse o ex-internacional português natural da ilha de São Miguel.

A última vez que a seleção portuguesa de futebol jogou nos Açores foi em 2006, num particular da seleção A com o Egipto, num jogo de preparação para a fase final do mundial de 2006, que decorreu na Alemanha.

Pauleta espera por isso "muita gente" no Estádio de São Miguel esta quinta-feira, no jogo da seleção portuguesa de futebol de sub-21 frente ao Liechtenstein, marcado para as 16h15 dos Açores (17h15 em Lisboa), do grupo 4 de qualificação para o Campeonato Europeu, que se vai realizar na Polónia em 2017.

"Espero muita gente, é uma oportunidade para ver os nossos melhores jogadores nessa idade, de sub-21, jogadores quase todos eles que estão a jogar na primeira divisão, quase todos eles estão a jogar em grandes clubes não só nacionais como também internacionais e portanto é uma oportunidade para nós açorianos vermos essa seleção jogar", afirmou em declarações aos jornalistas, em Ponta Delgada.

O diretor da FPF recordou os bons resultados da equipa, que está "há quatro anos sem perder", mas revelou-se cauteloso quanto às expetativas para o jogo com o ultimo classificado do grupo. "Em primeiro lugar, temos de ter respeito pelo adversário e esta seleção e esta equipa técnica têm muito respeito pelos adversários e por isso têm conseguido resultados positivos. Agora é óbvio que esperamos uma vitória, mas primeiro ganhar e depois logo se vê o que o jogo vai ditar", sublinhou.

Pauleta confessou-se "orgulhoso" por estar à frente da seleção portuguesa de sub-21, mas confessa que se pudesse escolher estaria nos Açores "na condição de jogador".

Por Flávio Miguel Silva
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sub21

Notícias

Notícias Mais Vistas