Rui Jorge: «Não consigo dizer que ficou de fora a melhor equipa»

Selecionador de Sub-21 lembrou os erros de Portugal ao longo da caminhada para o Europeu

• Foto: José Ponteira

Rui Jorge não escondeu a desilusão após a derrota de Portugal frente à Polónia (3-1) que ditou a eliminição da seleção para o Europeu sub-21.

"É um momento dececionante. Tivemos uma má entrada em jogo, não conseguimos contrariar os pontos fortes da Polónia nas bolas paradas, neste caso nos pontapés de canto. Não fomos suficientemente fortes para impedir uma das características boas deles e acabámos por ser penalizados por isso. Com um golo sofrido, não tivemos discernimento para serenar e passámos para uma desvantagem de dois golos em sete minutos, o que ainda perturbou mais a equipa, sofrendo um terceiro golo num terceiro remate da Polónia.

A partir daí, com tudo muito adverso, acho que nos soltámos um pouco, conseguimos ainda na primeira parte começar a dominar, a criar oportunidades, mas não demonstrámos estar à altura do jogo e saímos derrotados. Se os jogadores acusaram nervosismo? Não, foi mesmo por incapacidade. Quando estamos perante uma bola parada, um pontapé de canto, quando sabemos os posicionamentos, quando sabemos o que vai acontecer e não temos capacidade para o evitar...".

Rui Jorge admite que a equipa cometeu vários erros ao longo da caminhada para o Campeonato ds Europa e que, por isso, não fica de fora a melhor equipa.

"Houve muita falta de agressividade da nossa equipa nos primeiros minutos e quando isso acontece contra equipas já de bom nível, como é o caso desta Polónia, corremos riscos e podemos ser muito penalizados.

Acredito que nos faltou agressividade e concentração - o primeiro golo deles é em exemplo disso. Contra equipas como esta tem de se estar ao mais alto nível, disse-o antes do jogo, caso contrário corre-se o risco de isto acontecer. Não conseguimos demonstrar que éramos melhores.

Se fica pelo caminho a melhor equipa? Não. O processo de seleção para uma fase final de um Europeu de sub-21 é árduo e nós cometemos demasiados erros para estarmos presentes na fase final. Por isso, não consigo dizer que ficou de fora a melhor equipa.

Tenho alguma dificuldade em falar de uma geração dourada. Além disso, quando há uma geração dourada nossa também surgem nos outros países. Uma fase final de um Europeu de sub-21 é sempre um momento ótimo de crescimento individual para estes jogadores, uma experiência única, sendo certo que alguns destes, que poderão chegar a alto nível no futebol internacional, não terão outra oportunidade na carreira. Seja como for, só lá vão estar aqueles que conseguiram demonstrar que são mesmo bons, e nós não conseguimos".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sub21

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.