Record

Record Challenge Park: Tudo em família

Carolina Fernandes entrou ao lado de Luisão e Jardel em dois jogos na Luz para Champions

• Foto: Pedro Simões

Não é bem um negócio de família, mas o nome da equipa, os Magalas, vem de há muitos anos. Nuno Fernandes, de 38 anos, era filho de uma proprietária de um restaurante nas Caldas da Rainha que ficava muito perto de um quartel militar. O herdeiro mais velho passou a receber a alcunha de ‘Magala’ e o mais velho, Valter Fernandes, passou a ser conhecido por ‘Magalinha’.

Nos últimos dias, Nuno Fernandes quis fazer uma surpresa à esposa, Catarina Dias, de 38 anos, e à filha, Carolina Fernandes, de 9. Assinante do Record online, Nuno Fernandes inscreveu a família no torneio de futebol do Challenge Park. E qual o nome escolhido para a equipa? "Os Magalas, não podia ser outra coisa", explicou o mais velho dos dois irmãos.

A equipa teve algum sucesso nesta iniciativa no Parque de Jogos 1º de Maio , em Alvalade. Tudo por culpa da jovem Catarina Dias, destemida rematadora tanto com o pé direito como com o esquerdo. Por detrás desta destreza está a enorme vontade da jovem em querer afirmar-se. Já joga nas escolinhas do Benfica, no Barreiro, treina-se duas vezes por semana e aprecia imenso o seu clube de coração.

Por gostar tanto do clube da Luz, Catarina Dias ficou-se pelos oitavos-de-final. "Tenho jogo à tarde na catedral da Luz, numa liga interna das escolas e tivemos de desistir", explicou.

O pisar dos grandes palcos não é nada que seja desconhecido para Catarina Dias. "Entrei ao lado do Luisão e do Jardel em dois jogos do Benfica, na Luz, para a Liga dos Campeões", confessa a admiradora do estilo de Jonas e que segue atentamente a evolução de Nélson Semedo, que joga na mesma posição de seu pai como veterano numa equipa das Caldas da Rainha. A referência faz-se por letras e todos compreendemos: "CR7." Está tudo dito numa família que fala a mesma linguagem.

Ambiente agradável atrai pais e filhos

O conceito de família esteve sempre presente em quase todas as atividades, por exemplo nos 100 metros. Valter Veiga, professor de educação física numa escola no Lumiar, teve a companhia da mulher, Diana Santos, e dos dois filhos.

"É um evento que privilegia o conceito familiar. Estive presente em 2017 e repeti a experiência. Gosto imenso deste ambiente", comentou Valter Veiga, que tem como companheira uma antiga lançadora de peso que envergou a camisola do Sport Viseu e Benfica.

Já Marina Cerqueira está habituada a fazer treinos longos, mas, ontem, no Challenge Park viveu uma experiência diferente. Em vez dos habituais parceiros de treino teve a companhia do filho, Martim Azevedo, de 11 anos, numa prova de 100 metros, que teve uma passada mais rápida que a mãe, ganhando-lhe por 4 segundos.

"O Martim é mais leve que eu. Gosto de treinar e de fazer provas de estrada quando posso. Trabalho nas urgências do Hospital de São José, em Lisboa, e não tenho muito tempo disponível", referiu Marina Cerqueira, fã do FC Porto que apreciava imenso a geração de Vítor Baía, Kostadinov, Fernando Couto e Jorge Costa. "Cheguei a ir ao antigo Estádio das Antas para ver um FC Porto-Sporting que terminou empatado a um golo", disse Marina Cerqueira que gastou 19 segundos a percorrer os 100 metros.


Por Norberto Santos
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Iniciativas

Notícias

Notícias Mais Vistas

M