Maurizio Sarri: «Benfica está entre os mais fortes da Europa»

Técnico do Nápoles lembra que as águias estão entre cabeças de série e elogia Guedes

• Foto: Reuters

Maurizio Sarri mostrou grande respeito pelo Benfica, afastando-se da onda de otimismo dos adeptos napolitanos. Na conferência de imprensa realizada no centro de treinos do clube, o técnico lembrou o prestígio dos tricampeões na Europa e o ranking que ocupam na UEFA, afirmando que os italianos estão perante "um adversário forte", ainda que a filosofia seja a de pensar neles próprios.

"O Benfica está entre os clubes mais fortes da Europa", acentou o treinador nascido em Nápoles, frisando: "Será um desafio muito difícil, mas também de grande espectáculo. Insistindo, fez saber que o Nápoles está "preparado e consciente de que terá um jogo de alto nível". "Vamos defrontar o quarto cabeça de série da Liga dos Campeões e isso diz tudo sobre o valor do Benfica. É um adversário com muita técnica, que gere bem a posse de bola."

Sarri sabe bem que Benfica vai encontrar. "Eles jogam bem a partir de trás. Tem defesas fortes tecnicamente, que definem bem. O meio-campo é muito técnico e, nos flancos, Salvio e Pizzi que controlam bem a bola. Não será fácil assumir o jogo, nem ganhar a bola rapidamente, porque eles têm técnica e drible."

Gonçalo Guedes encheu as medidas do treinador do segundo classificado do campeonato italiano. "Gosto muito de Gonçalo Guedes, causou-me impressão extraordinária. Tentaremos controlar o jogo, mas haverá momentos que em seremos levados pela capacidade de drible do adversário", justificou, assumindo algumas cautelas.

Sarri está ciente que "o nível médio do campeonato italiano é mais elevado do que o português", mas não se deixa enfeitiçar por isso. "Quando defrontamos os três maiores, nunca é fácil. Os resultados são-lhes favoráveis. Mas considero que o nosso futebol é, em média, superior como campeonato."
Acreditando que o ambiente no San Paolo e o apoio do público – "É o nosso aliado" - possa fazer a diferença, deixou claro que a ideia é "mandar no jogo".

"Vamos ver se conseguimos", alertou, na véspera de fazer o primeiro jogo na Liga dos Campeões em casa. "Na véspera de cada encontro, ficamos sempre animados, mesmo que seja um particular. Mas vou ter a mesma adrenalina amanhã. Estes são jogos que proporcionam sensações fantásticas."

Autor: Nuno Martins. Nápoles

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga dos Campeões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.