Benfica e FC Porto nas maiores recuperações de sempre (mas pelas piores razões...)

UEFA compilou lista com seis encontros

• Foto: Vitor Chi e Arquivo/António Simões

Aproveitando o Super Bowl, e a recuperação fantástica que levou ao triunfo dos New England Patriots sobre os Atlanta Falcons, a UEFA decidiu olhar para 'dentro' e definir a lista das seis maiores recuperações da história da Liga dos Campeões. Uma lista que contempla a inclusão de duas equipas portuguesas, mas no lado menos desejado da barricada, ou seja, a equipa que liderava e viu a vitória escapar.

O primeiro caso refere-se ao FC Porto, que 16 meses depois de conquistar a Liga dos Campeões, em 2005, recebeu e perdeu diante dos eslovacos do MFK Petrzalka (na altura chamados Artmedia Bratislava). Um desaire que tem tanto de inesperado à partida... como pelo que se via ao intervalo. Os dragões venciam por 2-1, com golos de Lucho González (32') e Diego (39'), mas na etapa complementar acabaram surpreendidos, perdendo por 3-2.

Quanto ao outro caso, envolve o Benfica e refere-se à presente temporada. Em causa está a visita ao reduto do Besiktas, num encontro no qual as águias venciam por 3-0 - com golos de Gonçalo Guedes (10'), Nélson Semedo (25') e Fejsa (31'). Tudo parecia encaminhado até que os turcos acordaram e, com a ajuda dos seus adeptos, chegaram ao empate e, na fase final, ainda ameaçaram a reviravolta, que não se viria a concretizar.

Eis os restantes encontros citados

1993: Werder Bremen-Anderlecht, 5-3 (Belgas lideravam por 3-0 aos 65')
2001: Deportivo Corunha-Paris SG, 4-3 (Franceses venciam por 3-0 aos 55')
2005: AC Milan-Liverpool, 3-3 [2-3 p.] (Italianos venciam por 3-0 aos 53')
2014: Arsenal-Anderlecht, 3-3 (Ingleses estiveram a vencer por 3-0 aos 58')

Por Fábio Lima
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga dos Campeões

Notícias

Notícias Mais Vistas