Dani Alves ainda acredita mais na eliminação do Real por causa de pacto que fez com Neymar

Lateral brasileiro quer fazer história no Paris Saint-Germain

• Foto: Reuters

Dani Alves foi o jogador do Paris Saint-Germain (PSG) escolhido para fazer a antevisão da partida da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões frente ao Real Madrid, partida na qual a equipa parisiense tentará dar a volta à eliminatória após ter perdido no Santiago Bernabéu por 3-1. O brasileiro abordou diversos temas na conferência de imprensa, entre os quais as hipóteses de eliminar o Real Madrid, a oportunidade de fazer história no clube e a situação de Neymar... com quem estabeleceu um pacto.

"Falo com ele quase todos os dias e concordámos em ver-nos mais à frente na Liga dos Campeões e nós cumprimos os nossos pactos. Espero que nos encontremos na próxima eliminatória", revelou o veterano brasileiro, adiantando depois:

"Temos a hipótese de dar um passo em frente na história deste clube e se ganharmos a esta equipa [Real Madrid] teremos mais chances de conquistar o troféu. O jogo da primeira mão faz-nos acreditar que é possível eliminá-los. Fomos superiores a eles, mas dez minutos bastaram. Eles vivem disso. Não há nada mais motivador que a oportunidade de eliminar o campeão e por muitas campanhas que joguemos, defrontar um adversário deste nível e poder mandar uma mensagem aos demais é único."

"Falta-nos eliminar uma equipa como o Real Madrid para que nos tenham em conta. Quando vim para aqui, não vim simplesmente viver em Paris, mas sim para competir e ter oportunidade de fazer história neste clube e não há dinheiro nenhum que pague isso. Primeiro temos que acreditar que o podemos fazer, para depois o fazer. E nós acreditamos que o podemos fazer", respondeu Alves quando questionado acerca das hipóteses de eliminar os merengues.

Na antevisão desta partida houve também tempo para abordar a situação de Neymar e a lesão que o deixará afastado dos relvado durante cerca de dois meses e meio: "Temos sempre duas opções: sentar e chorar ou levantar. Logicamente, o PSG com Neymar é muito mais forte e é impossível não notar a sua ausência, mas eu escolho sempre levantar-me e lutar."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga dos Campeões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.