Di Francesco: «Sou um louco. Se não desse resultado matavam-me»

Treinador da Roma arriscou e eliminou o Barcelona

Face à missão quase impossível que se perspectivava após a 1ª mão, Eusebio Di Francesco arriscou ao mudar a tática, apostando numa defesa com três elementos. E o sucesso está à vista com a passagem às meias-finais da Champions. "Sou um louco. Se não desse resultado matavam-me, mas não me importa", salientou o técnico italiano, frisando: "Mais do que o aspeto tático, o que contou mais foi a mentalidade, a nossa agressividade e os avançados juntos, que permitiram atacar velozmente."

Com a presença nas ‘meias’, Di Francesco garante que a Roma não quer ficar por aí, assumindo o desejo de levar a Roma a outra final, repetindo 1984. "A nossa força é olhar para a frente e ambicionar sempre algo mais. Porque não acreditar em chegar à final de Kiev? É esse o nosso objetivo", sublinhou..

Valverde assume desaire

Já o técnico do Barça não escondeu a desilusão. "Claro que é uma derrota dolorosa. Quando se perde desta maneira é sempre duro, mas o nosso adversário foi muito forte do primeiro minuto ao último. Não tivemos respostas. A responsabilidade é minha", disse Ernesto Valverde.

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga dos Campeões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.