Klopp acusa árbitro de ter sido "injusto" com Mané: «Foi algo pessoal»

Técnico alemão sem papas na língua para com Felix Brych

• Foto: Reuters

Jurgen Klopp não teve meias medidas na análise ao jogo com o Real Madrid e acusou mesmo o árbitro de ter alguma coisa contra Sadio Mané. Tudo por conta do facto do juiz alemão Felix Brych, um seu compatriota, nunca ter marcado faltas sobre o senegalês, mesmo quando na sua opinião a jogada em questão era claramente irregular.

"A situação com o Sadio e o árbitro, não sei. Foi algo pessoal na minha opinião. Ele lidou com a situação, que era uma falta clara, como se fosse um mergulho ou algo do género. A partir desse momento, sempre que o Sadio ia ao chão nunca era marcada falta. Não foi correto. Foi isso que lhe disse depois do jogo, que ele tinha sido injusto com o Sadio. É assim. Mas isso não muda nada. Não foi por ele que perdemos o jogo, não fomos bons o suficiente para ter um resultado melhor. Mas nestes momentos obviamente que precisamos de ter um árbitro razoável. Isso teria sido suficiente", declarou em análise à partida de Madrid, na qual os reds perderam por 3-1.

Sobre o jogo propriamente dito, e para lá daquilo que disse na resposta sobre Mané, assumiu que para chegar às meias-finais o Liverpool "tem de fazer por merecer". "Não o fizemos esta noite, especialmente na primeira parte. A única coisa positiva, para lá do golo, é que esta foi apenas a primeira mão. Não jogamos bom futebol para causar problemas ao Real Madrid. Tornámos as coisas fáceis para eles. Estes erros podem acontecer. Não merecíamos muito mais, mas aquele golo e a segunda parte foram boas. Deu-nos vida".

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga dos Campeões

Assalto à profundidade

Marco Paixão já derrotou o Besiktas esta época e dá a receita ao ataque leonino. Cuidado com Pjanic...

Notícias

Notícias Mais Vistas