Mourinho analisa finalistas da Champions: do 'déjà vu' do Bayern ao investimento do PSG

Treinador português do Tottenham diz que não arrisca prognósticos para o jogo de domingo, na Luz

• Foto: Reuters
José Mourinho tem sido questionado sobre quem será o vencedor da Liga dos Campeões esta época, mas o treinador português do Tottenham não arrisca prognósticos para a partida do próximo domingo, na Luz. 

"Amigos e familiares perguntam-me isso porque pensam que sou um especialista na matéria, mas não sou. Digo sempre: se estou nas meias-finais, tenho 25 por cento de hipóteses de ganhar, como finalista tenho 50 por cento. Não vou dizer se quero que ganhe esta ou aquela equipa. Mas basicamente gosto mais do conceito de uma equipa que tem jogadores especiais do que de um par de jogadores que levam uma equipa às costas", referiu o português, em declarações à plataforma DAZN.

E depois analisou os dois finalistas: "Na equipa do Bayern Munique há muita gente com uma sensação de 'déjà-vu'. Thiago, Müller, Neuer, Boateng, Alaba, são jogadores que já conhecem a sensação. O Pavard nunca esteve numa final da Liga dos Campeões, mas jogou a final do Campeonato do Mundo. Na realidade, tudo isto é novo apenas para o Hansi Flick [o treinador]. Ele está no início da sua carreira, mas já fez um trabalho fantástico no Bayern. Dá para ver que há grande empatia entre ele e os jogadores e isso é muito importante nestes momentos. O Bayern também tem uma 'área cinzenta', mas desde que o Flick assumiu o cargo, a equipa começou a jogar futebol outra vez. O Thomas Muller sente-se bem outra vez. E quando ele se sente bem, também joga bem e ajuda a 'família'."

Já sobre o PSG, Mourinho considera que os franceses não têm "uma equipa fenomenal". "O investimento que foi feito nos últimos quatro, cinco ou seis anos foi de loucos, eles têm alguns jogadores fenomenais. Thiago Silva, Marquinhos, Ibrahimovic, Cavani, Neymar, Mbappé foram e são super-estrelas. E com isso podes ganhar a equipas que até são melhores. Grandes equipas ganham campeonatos ao longo de uma época; grandes jogadores ganham grandes jogos. Como equipa o PSG é normal, mas ao nível individual é de outro mundo. Eles podem crescer agora, mas o Bayern como equipa é melhor."    
Por Record
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Liga dos Campeões

Notícias

Notícias Mais Vistas