Nagelsmann: «PSG é de topo mas temos capacidade para causar estragos»

Treinador do RB Leipzig lança aviso ao emblema francês

• Foto: EPA

Julian Nagelsmann defendeu esta segunda-feira a qualidade e a coragem do Leipzig para enfrentar o Paris Saint-Germain (PSG) no jogo único da primeira meia-final da Liga dos Campeões.

Na conferência de imprensa de antevisão do encontro, o germânico, de 33 anos, que se tornou o treinador mais jovem de sempre a atingir esta fase da competição, assegurou também que tem o plantel todo disponível para a partida e que a motivação está no máximo para tentar uma inédita presença na final da Champions.

"Queremos chegar longe e já o fizemos, mas precisamos de ter cuidado com os espaços atrás dos nossos defesas e não deixar que o ataque do PSG mostre a sua qualidade. Somos uma equipa capaz de criar ocasiões. O PSG é um clube de topo, mas temos capacidade para causar estragos. Eles podem ser muito perigosos com a velocidade do seu contra-ataque, não podemos ficar só à espera e reagir", afirmou.

Julian Nagelsmann reconheceu que o Leipzig não se exibiu ao melhor nível na retoma da 'Bundesliga', após a interrupção devido à pandemia de covid-19, mas valorizou a obtenção do terceiro lugar no campeonato alemão e o reforço de confiança para a prova europeia.

"Penso que na 'Bundesliga' os jogadores estavam cansados e com dificuldades para recuperar o ritmo. Foram tempos estranhos. Eles têm fome de vitória e contra o Atlético de Madrid [vitória por 2-1 nos quartos de final] foi possível ver isso. Estamos felizes, mas ainda queremos dar mais passos e os jogadores estão preparados", notou.

Já sobre o conjunto parisiense, o jovem treinador alemão admitiu que "não é fácil parar" os avançados Neymar e Mbappé. Por isso, reiterou a importância de o Leipzig não se remeter a uma posição submissa no jogo.

"A sua qualidade é muito grande e gostam de surpreender, pelo que será um esforço coletivo. Vamos tentar impor o nosso jogo e sermos corajosos. Queremos tentar colocá-los sob pressão, temos esse potencial, com muitos jogadores jovens, e vamos mostrar as nossas virtudes. No final, quem marcar mais um golo irá passar", observou Nagelsmann.

A acompanhar o treinador do Leipzig esteve o avançado Yussuf Poulsen, de 26 anos, que se mostrou satisfeito com o entendimento com o espanhol Dani Olmo no embate com os 'colchoneros'. Sem deixar de assumir que o PSG coloca dificuldades distintas, por "não defender tão atrás" e exigir uma "abordagem diferente", Poulsen garantiu também que a equipa não está agarrada à euforia da presença nas meias-finais.

"Foi uma grande sensação e estamos ansiosos para o jogo de amanhã [terça-feira]. Temos de estar completamente focados e logo se vê o que acontece", sentenciou.

PSG e Leipzig medem forças esta terça-feira, às 20:00, no Estádio da Luz, em Lisboa, em jogo único da meia-final da Liga dos Campeões, com o vencedor a garantir um lugar na final, na qual irá defrontar Bayern Munique ou Lyon.

JYGO // VR

Lusa/Fim

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga dos Campeões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.