Os números que explicam o quão arrasadora foi a goleada do Bayern Munique ao Barcelona

É preciso recuar 74 anos (!) para ver os blaugrana sofrerem 8 golos numa partida

Que pesadelo! O encontro entre Bayern Munique e Barcelona terminou com um resultado histórico (8-2) em todos os níveis, números que são difíceis de explicar no futebol moderno mas que nunca estão livres de não acontecer, como foi o exemplo do que aconteceu esta sexta-feira no relvado do Estádio da Luz.

Mas vamos aos números propriamente ditos. Nos 4.400 jogos oficiais disputados na história do Barcelona, apenas por seis ocasiões a equipa catalã concedeu ao adversário a oportunidade de marcar na sua baliza 6 golos na mesma partida. A última vez que tal aconteceu, remete-nos para o ano de 1946, quando o Barcelona acabou por ser goleado por 8-0 diante do Sevilha, em jogo a contar para a Taça do Rei. Com estes números, o Barcelona integra agora uma lista onde constam mais quatro clubes que sofreram 8 golos na prova milionária (2003: Monaco 8-3 Deportivo; 2007: Liverpool 8-0 Besiktas; 2015: Real Madrid 8-0 Malmö; 2016: Dortmund 8-4 Légia Varsóvia e 2020: Barcelona 2-8 Bayern).

Contudo, há mais. Se recuarmos no tempo, é possível constatar que esta foi a primeira vez que o Barcelona sofreu quatro golos durante uma primeira parte de um jogo da Liga dos Campeões.

Totalmente arrasado: Messi perdido no descalabro do Barcelona


Pior derrota da carreira de Lionel Messi

Nem um dos melhores do Mundo conseguiu colocar um fim à avalancha ofensiva do Bayern Munique esta noite. Lionel Messi não terá certamente motivos para sorrir no final do jogo no Estádio da Luz. O craque argentino sai de Lisboa com a pior derrota da sua carreira - superando o Bolívia 6-1 Argentina, em 2009, encontro das eliminatórias do Mundial 2010, conhecido como o 'Massacre de La Paz'.

Philippe Coutinho teve sangue frio na 'vingança'

O impacto de Philippe Coutinho no encontro entre Bayern e Barcelona foi enorme. O extremo brasileiro, que se encontra cedido aos bávaros por empréstimo dos catalães, entrou em campo apenas aos 75 minutos da partida, tempo suficiente para ter influência direta em três golos do Bayern. Aos 82, o internacional canarinho assistiu para o golo de Lewandowski (que seria o 6.º na partida), tendo ainda marcado o 7.º e 8.º, aos 85' e 89', respetivamente. Que forma de mostrar-se à equipa-mãe!

Por Sérgio Magalhães
10
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga dos Campeões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.