Ramadão obriga a mudanças: Mazraoui vai jogar em jejum diante do Tottenham

Marroquino do Ajax garantiu que irá respeitar o hábito religioso

• Foto: EPA

Apesar de vários especialistas já terem desaconselhado por várias vezes os desportistas muçulmanos a respeitarem o jejum do Ramadão (o segundo dos cinco pilares do Islão, que este ano é celebrado entre 5 de maio e 4 de junho), o marroquino Noussair Mazraoui, do Ajax, garantiu esta segunda-feira, a dois dias do duelo com o Tottenham, que irá manter a sua tradição e não irá quebrar a prática religiosa no dia de jogo. Desta forma, seguindo a tradição, Mazraoui apenas poderá beber e comer antes e depois do sol se pôr.

"Manterei o jejum. Já estou habituado. Se podemos a comer quando somos obrigados a um esforço elevado? As pessoas têm opiniões distintas sobre isso, mas esta é a minha escolha. Sinto-me com bastante energia no Ramadão. Não me sinto afetado quando jogo futebol. Na quarta-feira, por exemplo, vamos jogar às 21 horas e poderei beber às 21:15. Se jogar, posso chegar-me junto ao banco e beber se necessário. Isto se jogar...", disse o marroquino, ao jornal 'Het Parool'.

Para lá de Mazraoui, no Ajax há outros jogadores muçulmanos, tais como Hakim Ziyech ou Zakaria Labyad, que naturalmente serão alvo de uma atenção especial por parte do departamento médico e de nutrição do clube, de forma a tornar possível compatibilizar a sua crença religiosa e a sua profissão. De notar que, caso o Ajax chegue à final, um problema similar será enfrentado nessa altura, já que a final se joga a 1  de junho.

Especialistas falam em atitude "irresponsável"

Uma decisão que Raymond Verheijen, um especialista de treino holandês e antigo adjunto do País de Gales, desaconselha, por considerar que um jogador de futebol, especialmente nesta fase, não se pode submeter a tal situação.

"Seria irresponsável se o Ziyech e o Mazraoui cumprirem as exigências de jejum do Ramadão nesta fase da temporada. A fase do Ajax é extrema e todos sabem-no. Os corpos dos jogadores acabarão por ficar desregulados, pois vão trocar os esquemas de treino e de nutrição que seguiram nos últimos onze meses. Se o fizerem agora, nas semanas críticas da temporada, será como atirar uma chave inglesa na direção de uma roda. O seu nível de açúcar baixará e isso significará menos e menos energia", alertou, em declarações ao 'Mirror'.

"O sol vai pôr-se às 21:18 e a segunda mão vai jogar-se pelas 21 horas. Não podes jogar sem comer antes do jogo. E se o jogo for para prolongamento e o Tottenham estiver a ganhar? Espero que os jogadores entendam que é praticamente impossível fazê-lo...", finalizou.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga dos Campeões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.