Rei Ronaldo bem seguro no trono: concorrência a léguas

Avançado lidera em quase todos os dados da Champions

Quase um ano depois de ter atirado ao chão a Juventus na Liga dos Campeões com um grande golo -então ao serviço do Real Madrid -, Cristiano Ronaldo passou de vilão a herói em Turim e ajudou os bianconeri a manterem bem vivo o sonho da sua terceira Champions e que seria... a sexta para o astro português.

De resto, os números sobressaem de forma clara como a prova milionária é cada vez mais o jardim de Cristiano Ronaldo. O avançado, de 34 anos, é o melhor marcador da Champions (125 golos), sendo que entre todos lidera da marca dos 11 metros (16 tentos concretizados em 19 chances), de livre direto (12 remates certeiros), nos golos apontados como visitado (65) e visitante (55), além de ser o jogador com mais hat tricks (8) alcançados a par de Lionel Messi e que mais vezes assistiu (42) - tantas quanto Ryan Giggs - para golo dos companheiros.

Os dados estatísticos impressionam, mas a verdade é que, se muitas vezes se diz que dentro de campo é que o jogador mostra o que vale, no caso de Ronaldo ninguém lhe pode apontar o dedo nesse aspeto. O madeirense vive dos jogos repletos de pressão e aparece como poucos nos momentos chave, principalmente, quando o objetivo é levantar a orelhuda. O clube que mais se ressente disso é o Atlético Madrid, eliminado nas últimas cinco vezes da Champions às custas de CR7. A segunda vítima favorita do português, além de estar no lote de clubes contra os quais o capitão da Seleção mais vezes alcança um hat trick [ver infografia]. Tal como o vinho do Porto, Ronaldo melhora a cada dia e isso vê-se no facto que, se no United só teve um hat trick, agora já leva 52.

Os recordes que lhe faltam bater

O internacional português, de 34 anos, ‘não caminha para o novo’, mas, tendo em conta a forma como se preserva fisicamente e a sua ambição, não é descabido afirmar que podemos esperar mais recordes de Ronaldo. Melhor marcador de sempre na Champions, CR7 pode conquistar pela 6ª vez a prova, o que o tornaria o mais titulado a par de Gento (ex-Real Madrid), além de que seria o segundo a vencer a Champions por três clubes diferentes, como já conseguiu Seedorf. O que está bem mais próximo é o golo 600 de Ronaldo na carreira em clubes. CR7 soma para já 598 tentos apontados e falta pouco para a marca redonda.

Por Filipe Balreira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Liga dos Campeões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.