Treinador do Leipzig admite algum favoritismo mas adverte: «Às vezes David vence Golias»

Julian Nagelsmann espera "a atacar com toda a força desde o início"

• Foto: Luís Manuel Neves

Julian Nagelsmann reconheceu esta terça-feira que o Leipzig parte com algum favoritismo para o jogo com o Benfica, marcado para quarta-feira, mas frisou que é preciso estar na máxima força para evitar ser surpreeendido pelas águias.

"Seria muito importante para mim passar aos oitavos-de-final e uma grande alegria para todos. Há muitos jogadores que estão aqui há vários anos e que querem ficar na história. Do Benfica espero quase a mesma coisa. Não vai apresentar o mesmo onze, mas a atitude será a mesma. Estamos a falar de uma equipa que gosta de ter a bola e na Luz, especialmente nos primeiros 20 minutos, deu uma ótima imagem. Os primeiros minutos lá não foram bons para nós. Amanhã [hoje] espero que não ataquem tanto como em Lisboa. No entanto, o Benfica não pode ficar lá atrás, tem de atacar. Espero um adversário a atacar com toda a força desde o início", disse.

"Se o Benfica quer ter maior controlo do jogo, talvez opte por um jogador mais criativo atrás da referência atacante. Não sei que dupla pode jogar, mas talvez o adversário possa apresentar dois avançados puros", prosseguiu.

Questionado se esperava mais dificuldades das águias respondeu: "Até ao momento, o Benfica foi quem nos criou mais problemas no grupo. Ok, o Lyon ganhou em nossa casa, mas foi culpa nossa. Não foi porque o Lyon teve um ótimo dia… O próprio Benfica esperava mais de si, mas não vejo as coisas tão negras assim."

Sobre o favoritismo, optou por alguma prudência: "Não importa muito, importa sim quem ganha. Talvez sejamos um pouco favoritos, mas às vezes David vence Golias".

Por Alexandre Moita
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Liga dos Campeões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.