AC Milan tenta o inédito e André Silva espreita onze

Rossoneri nunca viraram uma derrota em casa por 2-0 na Europa. Gattuso continua a acreditar

• Foto: Reuters

O Milan deu sequência, no passado fim de semana, à recuperação no campeonato italiano mas hoje tem uma tarefa do tamanho... da sua rica história. Nunca os rossoneri recuperaram de uma derrota caseira por 2-0 nas competições europeias e Gennaro Gattuso tem nesta eliminatória uma excelente oportunidade para escrever uma página de ouro no álbum dos recordes do clube.

"Este clube já nasceu preparado para fazer história. Sabemos que é difícil, seria hipócrita se dissesse outra coisa. No futebol e no desporto, os feitos mais incríveis são quando se contraria os prognósticos. Sabemos que podemos fazer muito melhor do que na 1ª mão e estamos orgulhosos por poder jogar num estádio tão lindo. Temos de provar que somos capazes de defrontar uma equipa de qualidade como o Arsenal", disse.

Já questionado sobre a possível titularidade de André Silva hoje no Emirates, de forma a aproveitar a motivação do avançado português, por este ter dado a vitória na Serie A frente ao Génova, Gattuso atirou: "Veremos. Vocês dizem que ele renasceu porque fez um golo mas ele ainda tem pouco espaço neste plantel. Ele é novo mas tem mostrado do que é capaz, é preciso dar-lhe tempo para se adaptar a um futebol diferente. Agora tem de perceber que o seu maior trunfo é a capacidade de trabalho. E por vezes faz as coisas com muita paixão e coração, o que pode revelar-se um defeito. Deve ouvir, perceber e dar atenção à razão." Ainda assim, André Silva é apontado ao onze, residindo a dúvida se faz dupla com Cutrone ou Kalinic no 4x4x2 de Gattuso.

Recuperação só frente à... CUF

Nas duas ocasiões em que tentou virar um 0-2 caseiro na 1ª mão, o Milan falhou: em 1959/60, caiu frente ao Barcelona e ainda acabou goleado em Camp Nou por 5-1 na 2ª mão; e já em 1987/88, perdeu frente ao Espanyol mas não conseguiu mais do que um nulo na 2ª mão na Catalunha.

O único 0-2 que o Milan virou nas competições da UEFA foi na temporada 1965/66 contra um clube português: após perder 2-0 frente à CUF de Manuel Oliveira, venceu pelo mesmo resultado em casa e passou já no terceiro jogo, disputado em campo neutro, com um triunfo por 1-0.

Por Hugo Neves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga Europa

Notícias

Notícias Mais Vistas