Arsenal critica UEFA pela final da Liga Europa em Baku: «É inaceitável e não pode repetir-se»

Gunners descontentes questionam critérios para a escolha daquela cidade

• Foto: Vítor Chi

O Arsenal emitiu esta quinta-feira um comunicado no qual critica a escolha de Baku para a acolher a final da Liga Europa, na qual vai defrontar o Chelsea a 29 de maio. Face às queixas dos adeptos devido às dificuldades logísticas relativas a esta final, os londrinos admitem mesmo que, apesar de poucos, os lugares disponibilizados para o clube podem não ficar preenchidos.

"Estamos tristes pelo facto de, devido a limitações nos transportes, a UEFA ter cedido apenas 6.000 bilhetes ao Arsenal para um estádio com capacidade para mais de 60.000. O tempo dirá se será mesmo possível esses seis mil adeptos irem ao jogo, dadas as extremas dificuldades nas viagens", começam por dizer os gunners.

Na mesma nota, o clube refere partilhar a preocupação dos adeptos e questiona a UEFA sobre a escolha da capital do Azerbaijão para esta final, dizendo que tal nunca mais pode acontecer.

"Em nome dos nossos adeptos, gostávamos de perceber os critérios para selecionar os estádios para as finais e a forma como as necessidades dos adeptos são tidas em conta nesse processo. Pedimos à UEFA a garantia de que as necessidades dos adeptos serão parte fundamental nas futuras decisões sobre os palcos das finais. O que aconteceu esta época é inaceitável e não pode repetir-se. Gostávamos de participar em futuros diálogos para que esta situação nunca mais aconteça", pode ler-se.

Recorde-se que Jürgen Klopp, treinador do Liverpool, já tinha deixado fortes críticas ao organismo que tutela o futebol europeu, a propósito do mesmo tema.

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Liga Europa

Notícias

Notícias Mais Vistas