Record

Trapattoni: «Não podem dizer nada dos jogadores»

IRRITADO QUANDO LHE PERGUNTARAM SE FALTOU AUDÁCIA

Trapattoni: «Não podem dizer nada dos jogadores»
Trapattoni: «Não podem dizer nada dos jogadores» • Foto: Paulo Calado
Trapattoni atingiu ontem um dos maiores picos de irritação, desde que está em Portugal, quando lhe perguntaram se não terá faltado audácia a um Benfica que acabou eliminado pelo CSKA sem sequer vencer o jogo em casa. “Se me dissesse que não jogámos em cima do adversário! Rematámos só nós na primeira parte e eles vieram duas vezes à nossa baliza! Estávamos a jogar contra uma equipa internacional... observei o Benfica o ano passado, contra o Inter e contra a Lazio, e não vi a equipa jogar assim. Jogámos bem, não podem dizer nada dos jogadores e da sua atitude!”, atirou o italiano, com o tom de voz alterado.

O técnico dos encarnados defendeu que as águias fizeram “uma grande primeira parte”, mas que “faltou sorte nos quatro ou cinco remates” efectuados. “No segundo tempo, depois do golo do CSKA, a tarefa ficou muito difícil”, concluiu.

Trap confirmou que as substituições efectuadas (entraram Karadas, Mantorras e Miguel) já não visavam alterar o rumo da eliminatória, mas antes poupar jogadores (saíram Assis, Nuno Gomes e Geovanni) a pensar no jogo de segunda-feira com o FC Porto. “Temos três dias para colocar a cabeça em ordem e recuperar da energia hoje [ontem] despendida. Vamos analisar a nossa prestação, sabendo que se continuarmos a jogar bem – como na primeira parte – podemos acreditar em ganhar.
A equipa deve acreditar que pode jogar bem”, adiantou, perspectivando já o embate com os dragões.

Petit

O transalpino falou ainda do estado de Petit, dando a entender que o médio está a superar os problemas musculares. “Assim como o Manuel Fernandes, corre quilómetros. Mas temos quatro dias...”

«Compreendo muito bem os adeptos»

“Compreendo muito bem os adeptos, sei o que querem: estão habituados aos tempos de Eusébio e querem ganhar. É assim em todo o lado, em todos os países. Eu também não gosto de perder mas, numa análise objectiva, os adeptos hoje não podem questionar nada acerca dos jogadores, porque fizeram o máximo”, reforçou Trapattoni, após ser questionado acerca dos muitos assobios que ouviu ao longo da partida com os russos.

Técnico russo está à margem do clássico

Após ter defrontado o FC Porto, na Liga dos Campeões, o CSKA eliminou o Benfica, na Taça UEFA. Dois adversário que se encontram segunda-feira. O técnico russo, Valery Gazzaev, coloca-se à margem do clássico. “O FC Porto tem boa equipa, ganhou o campeonato o ano passado e está à frente. Mas não devo dizer quem é melhor”, disse, despedindo-se com um “bons êxitos para o Benfica”. Gazzaev preferiu enfatizar o triunfo na eliminatória. “Estamos contentes. Neste jogo, tivemos bons momentos, com Daniel Carvalho em destaque. Anularam-nos dois golos, 100 por cento legais.”
78
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Liga Europa

Notícias

Notícias Mais Vistas

M