Record

FC Porto em prova com espírito Champions

Sub-19 portistas têm hoje pela frente o Chelsea, em Nyon, numa meia-final recheada de ambição

• Foto: Movenotícias

O FC Porto quebrou o enguiço e concretizou a aspiração de marcar presença na fase decisiva da UEFA Youth League. Os sub-19 dos dragões defrontam o Chelsea, que venceu a prova em duas das quatro edições já concluídas, mas com a ambição em alta depois de terem eliminado o detentor do troféu, o Salzburgo, logo nos oitavos-de-final.

Na antevisão divulgada no site portista, o técnico João Brandão vincou uma mensagem assertiva. "Temos uma certeza: queremos levar algo daqui. Esta é a nossa Liga dos Campeões", sublinhou, rejeitando qualquer inferioridade em relação aos oponentes de primeira linha europeia que também marcam presença em Lyon. "Somos tão favoritos como o Chelsea, Barcelona ou Man. City. Sendo um jogo a eliminar, não há favoritos. Estamos muito orgulhosos do trajeto que fizemos até aqui", sublinhou, recordando a fase de grupos com cinco vitórias e apenas uma derrota, no Mónaco, bem como os posteriores sucessos frente a Salzburgo e Tottenham.

"Todos temos de estar a um grande nível para reservar um lugar na final e, como habitualmente, vamos lutar pelo nosso objetivo até ao último segundo", sublinhou Rui Pires, que tem 23 jogos na 2ª Liga, pelo FC Porto B, e destacou essa experiência de vários jogadores como decisiva para o assalto final ao Troféu Lennart Johannson.

No Chelsea, há três jogadores que já foram chamados à equipa principal esta temporada: Dujon Esteerling, Ethan Ampadu e Callum Hudson-Odoi. Já o FC Porto optou por deixar Diogo Dalot no Olival, tendo ainda Afonso Sousa lesionado. Madi Queta foi o melhor marcador azul e branco na competição, com três golos em oito jogos realizados. 

Foco em feito sem paralelo

O objetivo do FC Porto é o de ser o primeiro clube português a conquistar o Troféu Lennart Johansson. Nas quatro edições anteriores, o Benfica marcou presença em duas finais: foi batido pelo Barcelona (3-0) em 2013/14 e Salzburgo (2-1) em 2016/17. Caso superem o Chelsea, os dragões enfrentam o vencedor do duelo entre Man. City e Barcelona. O árbitro é o sérvio Srdjan Jovanovic e a final realiza-se na segunda.

Gonçalo Guedes como exemplo

Estando a Youth League na sua quinta edição, a UEFA já aponta casos de afirmação bem-sucedida de jovens que passaram por esta prova. Para além dos valores emergentes mais recentes, o caso que tem direito a maior destaque no programa da fase final é Gonçalo Guedes. Disputou a final de 2014 pelo Benfica e está a consolidar-se como craque a nível sénior.

Por Vítor Pinto
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Liga Jovem da UEFA

Notícias

Notícias Mais Vistas

M