Golo, não-golo, golo: a nova confusão com o vídeo-árbitro

Mais um momento polémico, que desta vez envolve Cristiano Ronaldo

A carregar o vídeo ...
Mais confusão com o vídeo-árbitro
Depois do penálti assinalado por Viktor Kassaina quarta-feira, no Atlético Nacional-Kashima Antlers, foi agora vez de o árbitro paraguaio Enrique Cáceres alimentar, mais ainda, a polémica em torno da utilização do vídeo-árbitro. Tudo se passou nos instantes finais da vitória (2-0) do Real Madrid sobre o América.

Aos 93 minutos, Cristiano Ronaldo desmarcou-se no limite do fora-de-jogo, mas o árbitro assistente nada assinalou - e bem. O português finalizou com qualidade e, já depois de os jogadores terem festejado o golo, o árbitro e o grafismo da transmissão deram indicação de que as imagens seriam revistas pelo vídeo-árbitro. Pouco depois, o árbitro indicou que a partida recomeçasse com pontapé livre indirecto, por fora-de-jogo do internacional português.

Já com a bola em jogo, Enrique Cáceres acabou por recuar na decisão, confirmando o 2-0 para o Real Madrid. Fica a dúvida sobre qual terá sido o motivo da confusão, dado que Ronaldo estava em posição legal no momento do passe de James Rodríguez. Parece ter havido uma má indicação inicial do vídeo-árbitro ou uma falha de comunicação com o árbitro da partida. Seja qual for o cenário, certo é que este lance reacendeu a polémica em torno da utilização do vídeo-árbitro.

Veja o vídeo do lance.
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Mundial de Clubes

Notícias

Notícias Mais Vistas