Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

Juventus admite que poderá deixar a Superliga e empresa promotora fala em ameaças da UEFA

Clube italiano diz que vai falar com Barcelona e Real Madrid sobre uma possível saída do projeto

• Foto: Reuters
A Juventus confirmou, em comunicado, que a saída da Superliga Europeia é uma possibilidade e que vai falar com Real Madrid e Barcelona, os outros clubes fundadores do projeto, sobre o seu futuro nesta liga que vê a luz cada vez mais ao fundo no túnel. No entanto, o clube italiano negou que esta possibilidade se deva a qualquer ameaça por parte da UEFA - no sentido de evitar uma punição a nível internacional, depois da dedução de pontos em Itália na sequência da 'Investigação Prisma'.

"Informamos que enviámos uma comunicação aos outros dois clubes - que, tal como a Juventus, não saíram da Superliga - no sentido de iniciar um período de conversações no que respeita a uma possível saída da Juventus deste projeto", começam por dizer os bianconeri em comunicado, acrescentando: "muito do que foi dito pela imprensa sobre o conteúdo desta comunicação (incluindo uma referência a alegadas ameaças ou sanções da UEFA) não corresponde à verdade."

O comunicado da Juventus originou uma reação da A22 Sports Management, empresa promotora da Superliga, que falou em "provas irrefutáveis das ameaças da UEFA" e anunciou que vai recorrer ao Tribunal de Justiça da União Europeia.
Por Record
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Superliga Europeia

Notícias