Ambição no regresso a Toulon

PORTUGAL É 4.ª NAÇÃO COM MAIS CONQUISTAS NA PROVA

Portugal inicia quinta-feira, frente ao Chile, a 24.ª participação no Torneio de Toulon. Depois de doze participações consecutivas (de 1996 a 2007) a equipa lusitana não esteve presente na última edição, mas volta este ano a uma das mais prestigiadas competições de Sub-21, onde também desfilam Carlos Xistra e respetiva equipa de arbitragem .

Nesta 37.ª edição, a equipa das quinas terá como opositores o Chile, finalista em 2008, a França (11 triunfos na prova) e o Qatar (estreia absoluta), no Grupo B. Argentina, Holanda, Emiratos Árabes e Egito estão no Grupo A.

Rui Caçador já sublinhou, no site oficial da prova, que o grande objetivo é "chegar às meias-finais", elegendo a França como favorita. Porém, olhando para a tradição lusa, finalistas por sete ocasiões e vencedores em três (1992, 2001 e 2003), é garantido que a ilusão vai mais além.

Numa prova onde estarão craques como Ever Banega (At. Madrid) e Diego Buonanotte (River Plate) pela Argentina, Traoré (Portsmouth) ou N'Gog (Liverpool) pela França, e até Diego Biseswar (Feyenoord) pela Holanda, Portugal também tem os seus argumentos. Rui Patrício, Miguel Vítor, Adrien, Pereirinha ou Fábio Coentrão, sobre quem Caçador fala como "um novo Chalana", são trunfos importantes. António Violante (2001) e Rui Caçador (2003) lideraram a conquista de dois Torneios de Toulon, estando agora juntos em busca da quarta conquista. A última foi em 2003, ano em que um tal de Cristiano Ronaldo foi eleito o mais jovem finalista da prova.

Mais informação na edição impressa de Record

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Competições de Seleções

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.