França sem sede de vingança

Tenta esquecer Euro’2016

• Foto: Getty Images

É impossível não comparar este jogo ao da final do Euro’2016. Portugal partiu os corações gauleses, é verdade, mas este não é o momento para ajustar contas. Pelo menos, é essa a ideia que Denis Will Poha, médio talentoso dos bleus, passa quando nos fala da sede de vingança... que não existe. "É uma competição totalmente diferente e não olho para este jogo como desforra. Claro que temos essa final na cabeça... Ficámos tristes. Mais do que irmos à procura de vingança, queremos chegar à nossa própria final", contou o jogador do Rennes a Record.

Poha é uma das promessas de uma formação que tem mostrado muito talento individual – Augustin já leva cinco golos, por exemplo –, mas o médio acredita que não é isso que vai importar: "Temos de estar concentrados. Mais do que nunca, temos de jogar futebol coletivo para chegar à final. Não há favoritos, vai ser 50-50."

Preparação de véspera

Só ontem é que França parou para olhar para Portugal e analisar o que tem de superar para chegar à final. Pelo menos, foi isto que Poha nos explicou, antes de garantir que não há um jogador específico que preocupa os gauleses. "Portugal é forte e não é surpresa nenhuma ter ficado em 1º lugar do grupo. Não vai ser fácil. Mas não estamos focados num só jogador. O perigo pode chegar de muitos jogadores, eles têm mostrado isso", rematou Poha que, aos 18 anos, terminou a época na equipa principal do Rennes, onde é colega de Pedro Mendes e Afonso Figueiredo.

Por Pedro Gonçalo Pinto
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Europeu Sub 19

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.