Record

Estreias com Scolari raramente são a doer

BRUNO ALVES, BOSINGWA E DUDA DEVERÃO JOGAR FRENTE AO KOWEIT

Luiz Felipe Scolari deverá aproveitar o encontro de carácter particular com o Koweit, na próxima quarta-feira, para promover mais três estreias na Selecção que lidera desde Fevereiro de 2003.

A exemplo do que tem acontecido durante o reinado do brasileiro, Bruno Alves, Bosingwa e Duda deverão actuar num jogo amigável, longe da pressão e do nervosismo que normalmente marcam as estreias na Selecção. Até agora, em mais de quatro anos, Luiz Felipe Scolari apenas não projectou novos valores em partidas de preparação em três casos. O primeiro foi Alex, utilizado como lateral-direito numa fase em que o técnico gaúcho não tinha outra alternativa para aquele lugar. O actual jogador do Wolfsburgo, na altura a representar o V. Guimarães por empréstimo do Benfica, actuou frente à Eslováquia, no Estádio da Luz, num jogo de qualificação para o Mundial’2006. Mais recentemente, Luiz Felipe Scolari também proporcionou a titularidade a Tonel e a Raul Meireles num desafio de apuramento, em Novembro do ano passado, em Coimbra, com o Cazaquistão.

Estas são, no entanto, as excepções para um treinador que, a julgar pelos exemplos, não gosta de correr riscos. Até hoje, dos 22 jogadores que se estrearam com Luiz Felipe Scolari, 19 atingiram o estatuto de internacionais em partidas de carácter particular – desde Miguel, Hélder Postiga e Luís Loureiro, em Génova, com a Itália, em Fevereiro de 2003, até Nani e Carlos Martins, os últimos casos, com a Dinarmarca, no final do Verão passado (jogo que serviu de preparação para a partida com a Finlândia).

Mais informação na edição impressa de Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Europeu

Notícias

Notícias Mais Vistas

M