Fernando Meira elogia defesa portuguesa e acredita no título

Ex-internacional rejeita vontade de vingança

• Foto: Paulo Calado

O antigo futebolista da seleção portuguesa Fernando Meira elogiou a solidez defensiva de Portugal no Euro'2016 e vincou a "oportunidade excelente" para conquistar a prova, frente à França, no domingo.

"Vamos encontrar um grande adversário, que, à priori, seria o favorito para conquistar a competição, mas Portugal vem com a moral a crescer e tem dificultado a tarefa dos adversários. E, dentro desta solidez defensiva, tudo é possível e espero que Portugal consiga vencer esta final", afirmou à Agência Lusa.

Fernando Meira que fez a sua carreira como defesa central, deixou rasgados elogios a Pepe, José Fonte e Raphael Guerreiro.

"Chama-me à atenção o Raphael Guerreiro, que tem estado muito bem tecnicamente, é rápido, cria desequilíbrios. O José Fonte tem sido imperial e, juntamente com o Pepe, têm feito uma dupla muito completa, sem grandes apontamentos a melhorar. Tem sido um jogador discreto, mas eficaz, e o Pepe tem sido um pilar. Há que tirar o chapéu à forma como a seleção tem defendido".

Já no ataque, o antigo defesa de clubes como Benfica, Estugarda ou Zenit destacou vários elementos, enaltecendo também o espirito de equipa.

"O Ronaldo tem sido o líder da seleção, é o nosso capitão, é importante. Também tenho gostado do João Mário, o Quaresma tem sido o joker que tem feito falta e tem entrado para decidir os jogos, mas Portugal tem sido uma boa equipa na verdadeira aceção da palavra", acrescentou.

Titular na última vez em que Portugal defrontou a França, na vitória dos gauleses por 1-0 nas meias do Mundial de 2006, Meira não quer falar em vingança, mas assume que Portugal pode vencer e conquistar o troféu.

"Não há vingança alguma, existe sim a vontade de Portugal em vencer uma competição internacional. Temos neste Europeu uma oportunidade excelente de vencer algo. Portugal tem vindo a fazer um bom Europeu, com exibições sólidas, não muito atrativas a nível de futebol jogado, mas muito bem organizado defensivamente e a saber explorar muito bem os défices dos adversários. Com a França, Portugal pode explorar os pontos mais fracos e vencer este jogo, que seria o culminar de uma grande campanha da nossa seleção", concluiu.

Na quarta-feira, em Lyon, Portugal venceu o País de Gales, por 2-0, com golos de Cristiano Ronaldo, aos 50 minutos, e de Nani, aos 53, e alcançou a segunda final da sua história, depois da presença na decisão de 2004, que culminou com uma derrota diante da Grécia, em solo luso.

Na final, a seleção portuguesa terá pela frente a anfitriã França, que na quinta-feira bateu a Alemanha, por 2-0, em Marselha, com dois golos do melhor marcador do torneio, Antoine Griezmann.

A final do Euro'2016 está marcada para domingo, às 21h locais (20h em Lisboa), no Stade de France, em Saint-Denis, com arbitragem do inglês Mark Clattenburg.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Euro 2016

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.